Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
Manaus

PM promove operação para combater tráfico de drogas dentro das escolas públicas de Manaus

Polícia vai atuar nas escolas para evitar casos de tráfico, brigas e bullying, além de inibir outros crimes



1.jpg O sub-comandante geral da PM, Coronel Antônio Escossio, disse que a prioridade é o policiamento comunitário
02/02/2015 às 22:01

O tráfico de drogas é principal ocorrência e preocupação registradas pela Polícia Militar (PM) nas escolas da rede pública estadual e municipal. Com base nisso, a corporação vai atuar com a operação ‘Operação Volta às Aulas’ nas instituições de ensino a partir dessa semana, segundo informou  o subcomandante geral, coronel Antônio Escossio.

O alerta para a situação tem vindo de anos passados, de acordo com ele.  Como em 2014, onde os casos das escolas estaduais Maria Madalena Santana de Lima, no Armando Mendes, zona Leste, e Antônio Teles de Souza, no bairro Presidente Vargas,  Zona Centro-Sul, publicados em A CRÍTICA.  Na primeira, os alunos se envolviam em brigas diariamente enquanto  na segunda o problema estava relacionado com o tráfico de drogas.



O coronel Antônio Escossio informou que as ocorrências, em sua maioria, são registradas em escolas das Zonas Norte e Leste.  “Nós sabemos que nessas áreas a criminalidade é maior e isso chega às escolas. Por isso nossa preocupação também é maior com essas áreas”, disse.

Casos de bullying, pedofilia, cyber bullying, posse de armas e brigas entre alunos são registrados  no ambiente escolar.  “Hoje temos como objetivo não só agir durante essas situações, mas também evitar que esses casos cheguem ao extremo”, ressaltou o sub-comandante.

Segundo Escossio, é importante que a PM entre em ação também no entorno das escolas. “Nos horários de entrada e saída a presença da PM inibe qualquer atitude de pessoas de fora querendo inserir a criminalidade no ambiente escolar”. disse.

Operação

A “Operação Volta às Aulas” teve início ontem. A primeira fase da ação será o contato com os gestores das unidades de ensino para verificar as necessidades e entender o funcionamento das escolas.

O sub-comandante geral  destacou que a prioridade é o policiamento comunitário. “Nós vamos começar atualizando contatos e falando sobre a forma como os gestores devem agir”, ressaltou. Segundo ele, a operação visa atender todas as escolas, no entanto, isso também vai depender da demanda de cada unidade.

A segunda fase da ação é o contato com os pais e responsáveis em reuniões para esclarecer a atuação da PM tanto nas escolas quanto no entorno dessas,  instituições. “segundo Escossio.  “Nós queremos proporcionar à população e principalmente à comunidade escolar a sensação de segurança e por isso vamos envolver todos que são importantes para isso”, ressaltou o coronel Escossio

A equipe de A CRÍTICA tentou dados sobre as ocorrências, mas não obteve resposta da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) até o fechamento desta edição.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.