Publicidade
Manaus
PEDOFILIA

PM, vigilante e designer estão entre os presos por pedofilia em operação no Amazonas

Ao todo, seis homens com idades de 22 a 52 anos foram alvos do “Luz da Infância 2”, todos acusados de pedofilia e de pornografia infantil 17/05/2018 às 12:19 - Atualizado em 17/05/2018 às 12:44
Show 1a8bfaa3 030a 42e2 860a b76a539fd2b6
Foto: Divulgação
acritica.com

Seis homens com idades de 22 a 52 anos foram presos nesta quinta-feira (17), em Manaus, pela Polícia Civil do Amazonas, durante a operação “Luz da Infância 2”, deflagrada em todo o País com objetivo de combater a pedofilia e a pornografia infantil.

Entre os presos na capital amazonense estão um primeiro sargento da Polícia Militar, de 52 anos, capturado no bairro Petrópolis, Zona Sul; um vigilante de 50 anos preso no Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul; um comerciante de 41 anos na Cidade Nova, Zona Norte; um designer de 36 anos no N. S. das Graças; um autônomo de 29 anos no Jorge Teixeira, Zona Leste; e um técnico de refrigeração de 22 anos preso no Morro da Liberdade, Zona Sul.

A priori, os policiais foram aos endereços citados cumprir oito mandados de busca e apreensão, mas ao chegarem aos locais pegaram os infratores em flagrante com computadores, notebooks, CPUs, aparelhos celulares, HDs externos, pen drives, CDs, além de cartões de memória recheados de conteúdo de exploração sexual de adolescentes.

“Todos tinham conteúdo pornográfico, cenas pornográficas infanto-juvenis. Curiosamente todos confessam. O material estava na casa deles. Vídeos, fotos, todo tipo de mídia pornográfica. Uns confessam que acessaram e outro que compartilharam o conteúdo”, disse a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Segundo ela, os seis homens foram investigados durante quatro meses pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública. Depois, as polícias civis de todo o Brasil instauraram inquéritos e conseguiram na Justiça expedição dos mandados. Em nível nacional, o “Luz da Infância 2” cumpriu 574 mandados de busca e apreensão em 24 Estados e no Distrito Federal.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, os seis homens presos em Manaus foram autuados em flagrante pelos crimes de armazenamento, disponibilização, troca, transmissão e distribuição de pornografia infantil, crime previsto no Artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Os materiais apreendidos vão passar por perícia e, com base nos resultados, a delegada poderá ou não arbitrar fiança para que eles respondam pelos crimes em liberdade.

“Armazenamento e compartilhamento de conteúdo pornográfico. São dois tipos penais, um passível de fiança e o outro não. Os técnicos estão trabalhando na identificação dos crimes. Pelo armazenamento a pena é de 1 a 4 anos de prisão e pelo compartilhamento 3 a 6 anos”, disse a delegada Joyce Coelho. Caso haja fiança, mas os valores não sejam pagos, os presos serão conduzidos para audiência de custódia na Justiça Estadual.

 

 

Publicidade
Publicidade