Publicidade
Manaus
Manaus

PMs são presos após tentar extorquir suposto traficante de drogas em Manaus

Policiais estavam de folga do serviço militar e apreenderam porção de cocaína e cartela de drogas sintéticas com suposto traficante. PMs exigiram R$ 4 mil para liberar homem e não “prendê-lo” 21/11/2014 às 09:23
Show 1
Maxwell Maciel dos Santos e Jônathas Alcântara Monteiro, policiais
GIRLENE MEDEIROS Manaus (AM)

Dois policiais militares, Jônathas Alcântara Monteiro e Maxwell Maciel dos Santos, ambos com 27 anos, foram presos suspeitos de extorquir um suposto traficante de drogas em Manaus, identificado como Kevin Kennedy Oliveira do Nascimento, 20. Os PMs foram presos na madrugada desta quinta-feira (20), na travessa Palmitinho do bairro Coroado III, na Zona Oeste e Manaus. 

Segundo registro no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), os policiais estavam de folga do serviço militar no momento que tentaram extorquir o suposto traficante, por volta de 00h30. Os dois estavam em um veículo particular, modelo Ônix de cor branca, e apreenderam uma porção de cocaína e uma cartela de drogas sintéticas com Kevin.

Ao verem o entorpecente, os policiais exigiram R$ 4 mil de Kevin e, depois de uma negociação, o valor foi diminuído para a quantia de R$ 2 mil e então R$ 1 mil. Policiais militares da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) se passaram por familiares de Kevin ao telefone com o objetivo de prender os policiais que estavam de folga.

Conforme a negociação, o dinheiro seria entregue em um posto de gasolina e a irmã da vítima, Kevin, foi acompanhada dos policiais da 11ª Cicom sob o comando do tenente Daivison Soeiro. No momento da entrega do dinheiro, Jônathas, Maxwell e Kevin foram detidos e encaminhados à sede do 9º DIP.

Na delegacia, Kevin contou que os policiais prometeram que ele seria liberado após a entrega do dinheiro objeto da extorsão. Kevin foi autuado pelo crime de tráfico de entorpecentes e foi encaminhado à cadeia pública de Manaus. Já Jônathas e Maxwell foram autuados por extorsão mediante sequestro e levados para Batalhão de Guarda da PM.

Publicidade
Publicidade