Domingo, 26 de Janeiro de 2020
Manaus

Pode chover durante o final de semana em Manaus, diz meteorologista

Especialista afirma que há previsão, mas em áreas isoladas da cidade, principalmente no domingo 



1.jpg As chuvas ocorreram em pontos isolados da cidade nesta quinta-feira (24)
24/09/2015 às 20:40

Depois de registrar a maior temperatura dos últimos 90 anos, 39ºC, no dia 21 deste mês, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Manaus deve permanecer com o calor mais ameno. Conforme o Inmet, não há previsão de novo recorde de temperatura para os próximos dias na cidade.

O meteorologista do Inmet, Gustavo Ribeiro, relatou que até as 14h de ontem, em Manaus, a máxima temperatura do ar registrada pela estação do instituto instalada entre as avenidas Recife e Maceió, na Zona Centro-Sul, foi de 37,4°C. Conforme ele, a previsão para o final de semana é animadora.



“A previsão indica que teremos temperaturas um pouco mais amenas no final de semana, pois existe a possibilidade de chuvas em áreas isoladas, principalmente no domingo”, afirmou.

A alta temperatura registrada nos últimos dias em Manaus, deve-se ao fato da cidade está sob o efeito do fenômeno climático conhecido como El Ninõ, que causa o aquecimento anormal das águas superficiais e sub-superficiais na região Equatorial do Oceano Pacífico, causando a modificação da circulação dos ventos.

A capital amazonense havia registrado o primeiro recorde de calor, desde 1925, no último dia 13 também deste, quando a temperatura chegou aos 38,6ºC, com a sensação térmica de 40,2ºC.

El Niño

O coordenador do curso de Meteorologia, da Universidade do Estado do Amazonas, José Augusto Veiga, lembra que desde o ano 2000, vem acontecendo cheia e seca com frequência no Estado, alguns pesquisadores atribuem o fato as mudanças climáticas. Mas nesse momento, o que está deixando setembro mais quente é o El Niño.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.