Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020
Manaus

Polícia apreende 25 m³ de madeira ilegal na AM-070

Segundo a polícia, um dos motoristas não possui a categoria E na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), exigida para a condução de veículos de grande porte



1.jpg Polícia apreende 25 m³ de madeira ilegal na AM-070
12/03/2014 às 10:13

Aproximadamente 25 metros cúbicos de madeira ilegal foram apreendidas em dois caminhões durante um patrulhamento de rotina por policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAM) na manhã desta quarta-feira (12) na rodovia Manoel Urbano (AM-070). Os condutores não possuíam o Documento de Origem Florestal (DOF) obrigatório para o transporte da mercadoria.

De acordo com o 1º tenente Daniel Abreu, os horários das fiscalizações nas principais rodovias que ligam os municípios da região metropolitana à Manaus, assim como nos rios, foram modificados com o objetivo de flagrar ações ilegais de crime ambiental.




A madeira vinha do município de Manacapuru (distante a 79 quilômetros de Manaus) e estava em dois caminhões, um de placas OAA-9717 e outro NOP-3174,  e foram abordados nas proximidades da Ponte rio Negro. O condutor de um dos caminhões, Tárcio Gonçalves da Silva foi detido por não apresentar o documento obrigatório sobre a origem da madeira. Segundo a polícia, ele também não possui a categoria E na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), exigida para a condução de veículos de grande porte.

Ele e outro suspeito, que não teve o nome revelado, foram encaminhados para a Delegacia Especializada em em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo (DEMA), onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e responderão pelo crime em liberdade. A especializada ficará responsável por fazer a doação da madeiras para instituições filantrópicas, Defesa Civil com atuação durante a cheia dos rios e forças armadas.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.