Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
TRÁFICO

Polícia apreende em ‘depósito’ uma tonelada de skunk que abasteceria o Carnaval

Droga é avaliada em avaliada em R$ 7 milhões. A apreensão ocorreu em uma residência localizada no bairro Santo Agostinho, na Zona Oeste da capital, que funcionava como "depósito" de entorpecentes



drogas_123.JPG Foto: Antonio Lima
04/01/2018 às 18:50

Uma tonelada de maconha do tipo skunk foi apreendida pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) na tarde desta quinta-feira (04) em uma casa situada na rua Rio Negro, no bairro Santo Agostinho, na Zona Oeste de Manaus. A droga que é avaliada em R$ 7 milhões, segundo secretário de segurança pública, Bosco Saraiva, seria comercializada na capital durante o Carnaval.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), o local da apreensão é um depósito de drogas da Zona Oeste.

A ação foi um desdobramento da apreensão de 300 kg de maconha tipo skunk, avaliados em R$ 2 milhões, e da prisão de quatro pessoas, entre elas um soldado da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), na última terça-feira (2), no município de Iranduba (a 27 quilômetros em linha reta de Manaus).

O delegado Guilherme Torres afirmou que não poderia divulgar qual a relação da apreensão de hoje com a prisão do quarteto em Iranduba. “Infelizmente, a gente não prendeu ninguém na operação de hoje e por isso não podemos dar mais detalhes porque vamos continuar nessa linha de investigação”, afirmou.

Policiais montaram campana em frente da casa

Segundo Torres, a equipe da DRCO que apreendeu a droga montou uma campana em frente ao imóvel que funcionava como deposito porque tinha convicção de que o espaço servia como depósito de drogas.

“A casa não tinha nenhum móvel. Estava apenas com a droga que não exalava cheiro forte porque é nova. A residência estava toda fechada, com muro alto e os vizinhos não conseguiam ver o que estava acontecendo dentro”, contou o delegado.

Ainda de acordo com Torres, a apreensão da tonelada de droga reforça a ideia da polícia de que existe uma nova rota de transporte de drogas para Manaus pelo rio Japurá, com passagem pelo município de Tefé (distante 575 quilômetros de Manaus).

"Alegoria Proibida"

Durante coletiva de imprensa na sede da Delegacia Geral, no bairro Dom Pedro, Zona Oeste da Capital, nesta tarde, Bosco Saraiva falou que a apreensão da droga que seria comercializada no carnaval faz parte de uma operação batizada “Alegoria Proibida”, em alusão aos festejos carnavalescos.

Para o secretário, a grande quantidade de droga que está sendo apreendida no Estado nos últimos meses mostra a efetividade do trabalho das forças de segurança do Amazonas.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.