Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia apresenta quadrilha que roubou R$ 700 mil de banco e fez tesoureira e filho dela de reféns

O crime aconteceu em julho deste ano. Eles sequestraram a tesoureira de uma agência do Banco do Brasil e o filho dela, colocando até “explosivos” no corpo da mulher 03/11/2015 às 11:19
Show 1
Quadrilha que assaltou Banco do Brasil, em julho, e fez tesoureira e filho dela de reféns
Joana Queiroz e Vinicius Leal Manaus (AM)

A Polícia Civil apresentou nesta terça (3) a quadrilha que assaltou uma agência bancária do Banco do Brasil, em Manaus, em julho deste ano, e fez refém a tesoureira funcionária do banco e o filho dela, de 16 anos. O bando conseguiu roubar, na época, R$ 700 mil, mas foi preso no último final de semana em Manaus e em outros estados do País.

Antenor Demetrio Lemos de Moraes, 52, foi preso em Santa Catarina, Geneson Gomes da Silva, 28, foi preso em Manaus, e Marlon Almeida da Silva, 28, foi capturado no estado de Pernambuco. As prisões foram efetuadas por policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd).

Desde julho, os policiais da Derfd vinham investigando o grupo criminoso responsável pelo assalto e sequestro. Devido à fuga de parte do bando para outros estados (Pernambuco e Santa Catarina), as investigações e a consequente prisão da quadrilha durou mais de três meses. O dinheiro do roubo, R$ 700 mil...

O crime aconteceu no dia 13 de julho deste ano. A vítima, tesoureira do Banco do Brasil da av. Autaz Mirim, Zona Leste, saiu do trabalho a caminho de casa por volta das 17h30 e, após entrar na residência, no bairro Parque das Laranjeiras, quando fechava o portão da garagem, foi abordada pelos assaltantes Marlon e Antenor, que se identificaram como policiais.

Os dois bandidos adentraram na casa enquanto Geneson ficou do lado de fora, dentro de um veículo. Eles colocaram simulacros de explosivos no corpo da tesoureira, que passou a noite com o artefato grudado nela. Na manhã seguinte, por volta das 7h, Marlon e Antenor ordenaram que a mulher fosse até a agência que trabalhava para sacar dinheiro.

Seguida pelos criminosos, a tesoureira foi ao banco, informou ao gerente o que estava acontecendo, sacou R$ 700 mil e deu ao bando. Após o crime, Antenor fugiu para Santa Catarina, Marlon foi para o Pernambuco e Geneson permaneceu em Manaus, onde comprou uma farmácia e uma sorveteria para lavar o dinheiro do roubo.

Todos os três homens foram presos por mandado de prisão preventiva e foram indiciados nos crimes de sequestro, roubo majorado, cárcere privado e organização criminosa. Na prisão de Geneson, a polícia apreendeu um carro Fiat Uno e uma motocicleta pertencentes a ele. Os três homens serão levados à prisão.

Cada vez mais ousados

Em maio, ladrões armados renderam o gerente e o segurança do banco de uma agência bancária em Iranduba, na rodovia AM-070, quando retornavam para casa. Os bandidos passaram a noite na casa do gerente onde fizeram a família de refém e pela manhã acompanharam a vítima até a agência de onde levaram todo o dinheiro do cofre.

Publicidade
Publicidade