Domingo, 25 de Agosto de 2019
PARADEIRO

Polícia busca informações sobre homens desaparecidos em Manaus

O primeiro envolvido desapareceu na manhã do dia 2 de fevereiro, enquanto o segundo, no início da tarde da última terça-feira (2).



agora_desaparecidos_1E520071-A755-40E0-86F8-332C8E1F1D52.JPG Renilson e Célio estão desaparecidos. Foto: Divulgação/PC
05/07/2019 às 10:35

A Polícia Civil do Amazonas busca informações sobre dois homens desaparecidos em Manaus. O primeiro identificado como Renilson de Souza da Fonseca, 45, desapareceu na manhã do dia 2 de fevereiro deste ano, enquanto o segundo, Célio Roberto Protázio Pimental, 53, sumiu  no início da tarde da terça-feira (2).

De acordo com a ex-companheira, Dina Lourenço, o último contato que Renilson fez com os familiares ocorreu há cerca de cinco meses, quando ele falou com um irmão dele. Desde então, eles não tiveram mais notícias sobre o estivador.

Já a irmã de Célio, Celly Pimental, contou que o homem foi visto pela última vez nas proximidades da Feira Municipal do bairro Raiz, na Zona Sul da cidade, por volta de meio-dia, quando teria sido levado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), após ter sofrido lesões ao cair no chão. 

Quem puder colaborar com informações sobre os casos, entrar em contato com os servidores da Deops pelo número: (92) 3214-2268. Para falar com os parentes do desaparecido, ligar para o número: (92) 99173-3813 e (92) 98126-2589 ou 99143-3579 (Célio).

A Deops está situada nas dependências da Delegacia Geral, localizada na avenida Pedro Teixeira, nº 180, bairro Dom Pedro, em frente ao Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho (Sambódromo), zona centro-oeste da cidade.

*Com informações de assessoria de imprensa

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.