Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
Manaus

Polícia Civil retira das ruas 35 pessoas por crimes como tráfico, homicídio e estelionato

Dentre os presos, está um homem que respondia a 16 processos criminais por estelionato e outro que estuprou uma mulher na frente dos quatro filhos dela



1.jpg Ao todo, foram presos 30 homens e 5 mulheres durante a Operação Malhete 3
16/12/2015 às 16:23

Trinta e cinco pessoas foram presas durante a Operação Malhete 3 que teve início às 8h de segunda-feira (14) e encerrou às 13h de hoje, em Manaus. Na operação, 39 mandados de prisão foram cumpridos.

Ao todo, foram presos 30 homens e cinco mulheres. De acordo com o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da Polícia Civil do Amazonas, Rozenildo Benedetto, a operação contou com o apoio de todos os 30 Distritos Integrados de Polícia (DIP).



Dentre os presos, o que mais se destacou foi Walcemir Coelho Rodrigues que já responde por 16 processos criminais, todos pelo crime de estelionato. Durante coletiva de imprensa realizada nesta tarde, o homem preferiu não se pronunciar.

Conforme o diretor do DPM, os presos por mandados de prisão são envolvidos na prática de diversos crimes, como tráfico de drogas, homicídio e estelionato.

“Não houve resistência de nenhum preso. Tudo ocorreu de forma tranqüila”, disse Rozenildo. “Em relação ao número de presos por área em Manaus, na Zona Norte houve mais cumprimento de mandado de prisão. Foram 10 presos nessa área”, detalhou o diretor.

Também foi preso na operação Raimisson da Conceição Costa, de 18 anos, que segundo a polícia entrou na casa de uma mulher para cometer um roubo e acabou estuprando-a na frente dos quatro filhos dela.

Todos os 30 homens e cinco mulheres serão encaminhados para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa e para o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.