Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia Civil trabalhará de forma preventiva e repressiva durante manifestação

Os policiais civis vão trabalhar de forma repressiva com o a equipe de inteligência em parceria com a Polícia Militar (PM) 26/06/2013 às 14:09
Show 1
O delegado Emerson Negreiros aproveitou para pedir das pessoas que participem da manifestação de forma pacífica e ordeira
Bruna Souza Manaus, AM

Durante a manifestação desta quarta-feira (26), a Polícia Civil do Amazonas levará o contingente de 500 policiais que trabalharão nas ruas e nas delegacias de Manaus durante o protesto. De acordo com o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Emerson Negreiros, os policiais estão preparados para atuar de forma preventiva e rigorosa contra manifestantes que praticarem vandalismo e desordem contra o patrimônio público e privado.

Ainda segundo ele, os policiais vão trabalhar de forma repressiva com a equipe de inteligência em parceria com a Polícia Militar (PM). Na manifestação da última quinta-feira (20), duas pessoas foram presas e mais trinta menores de idade apreendidos por desordem, dano ao patrimônio e porte de arma de branca.

“Todo o sistema de segurança do Estado está preparado para atuar durante as manifestações. Nosso principal objetivo é trabalhar com a inteligência da polícia, monitorando por meio das câmeras do Centro Integrado de Segurança, colocando ordem na manifestação e evitando que danifiquem o patrimônio público e privado”, declarou Negreiros.

Negreiros informou ainda, que a polícia vem monitorando outros grupos que querem se infiltrar na manifestação pacífica para cometerem badernas e vandalismos na cidade.

“Estamos monitorando e vamos trabalhar com malhas de contenção. Todos os servidores da Polícia Civil estão preparados para atuar firmemente se houver algum ato fora do movimento democrático e que traga danos para a sociedade”, afirmou.

A Polícia Civil tem atuado nos protestos na cidade de Manaus, assim como no interior do Amazonas. O delegado aproveitou para pedir às pessoas que participem da manifestação de forma pacífica e ordeira.

“Conclamo que as pessoas saiam das suas casas com intuito de fazer valer a sua voz para as autoridades. Pedimos também que a sociedade seja parceira do trabalho da polícia, denunciado qualquer ato fora da democracia que é o movimento. Vamos ser o braço dos manifestantes do bem e impedir qualquer ação criminosa que queira desvirtuar o verdadeiro sentido do movimento”, finalizou.

Manifestação

Os representantes do  Movimento Independente - Manaus na mudança do Brasil - esperam mais de dez mil pessoas na manifestação que começará às 17h, saindo do Largo do São Sebastião, no Centro, e segue até a sede da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), na avenida Mário Ypiranga Monteiro, no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul.

Publicidade
Publicidade