Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia cumpre reintegração de posse em terreno ocupado por famílias indígenas, em Manaus

Cerca de 300 famílias, parte autointitulada indígena, ocupavam área de aproximadamente 1 milhão de metros quadrados. Um indígena foi ferido e quatro foram detidos. Funai e Polícia Federal foram acionados 28/11/2014 às 11:35
Show 1
Rocam, CPE, Força Tática, canil e cavalaria da Polícia Militar estão envolvidos na reintegração
perla soares e vinicius leal Manaus (AM)

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

Um terreno particular, de proprietário desconhecido, foi palco de uma reintegração de posse ocorrida iniciada na manhã desta sexta-feira (28) no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus, com acesso pelo ramal da Anaconda. A área, com cerca de 1 milhão de metros quadrados, abrigava aproximadamente 300 famílias, e parte delas se autointitulava indígena.

Um índio ficou ferido durante a ação, e outros quatro indígenas foram detidos. “Na hora que chegamos com o oficial de Justiça, eles não quiseram obedecer e alguns indígenas agrediram policiais”, informou o PM Marcos Leite, comandante da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Segundo ele, houve desacato à autoridade e resistência à prisão.


Barreira policial (Foto: Winnetou Almeida)

Desde as 6h, uma barreira havia sido montada no ramal da Anaconda para impedir entrada e saída de pessoas, como moradores da região, os próprios invasores e a imprensa. Segundo o chefe de pessoal do Comando de Policiamento Especial (CPE), Alessandro Santo, houve bloqueio da via porque parte dos invasores estava armada, e uma escopeta foi apreendida.

Funcionários da Fundação Nacional do Índio (Funai) e agentes da Polícia Federal (PF) foram acionados para acompanhar a operação. O índio ferido havia sido levado para o 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP), mas posteriormente foi encaminhado à sede da PF. Aproximadamente 250 homens da Polícia Militar trabalhavam na ação.



Publicidade
Publicidade