Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020
INVESTIGAÇÃO

Polícia exuma corpo de adolescente para investigar mortes na mesma família

A 78ª DIP de Codajás investiga o caso e não descarta a hipótese de envenenamento. A jovem era prima das duas crianças de 3 e 12 anos que faleceram em outubro e novembro deste ano.



FABRICIA_CORTE_A4C4786F-1BFA-41FD-9D28-BE11F7681ECA.JPG Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
13/12/2019 às 13:22

O corpo da adolescente Fabrícia CezárioGarcia, 16 anos, foi exumado na terça-feira (10)  para coleta de material biológico, que passará por análise a fim de corroborar com as investigações da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Na sexta-feira (6), a jovem deu entrada na unidade hospitalar de Codajás (município distante 240 quilômetros em linha reta de Manaus) com dores abdominais e vômito, no entanto não resistiu ao quadro e faleceu horas depois. A causa da morte ainda é desconhecida.

A gestora da 78ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Codajás, a escrivã de Polícia Civil (EPC) Ana Cristina Leão, por meio da assessoria de imprensa da instituição, informou que não descarta a hipótese de ter ocorrido um envenenamento em Fabrícia e também em dois de seus parentes que vieram a óbito. Em setembro e novembro deste ano, as duas crianças, de 3 e 12 anos, respectivamente, apresentarem o mesmo quadro clínico da jovem. 



As mortes das crianças desencadearam uma investigação da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS – AM). No dia 2 de dezembro a FVS informou que as mortes não são resultantes de quadro infecto-contagioso que possa contaminar a cidade. Isto significa que a causa das mortes está restrito aquele grupo familiar. Outros seis membros da família de Fabrícia estão em Manaus para tratamento e em recuperação, pois apresentaram problemas de saúde. 

As amostras biológicas coletadas coletadas do corpo de Fabrícia estão em análise na sede do Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte de Manaus. 

A reportagem tentou contato com a Prefeitura Municipal de Codajás e com a Secretaria de Saúde de Codajás, por meio dos contatos (97) 9XXXX – 5438 e (97) 9XXXX – 9095, respectivamente, para saber sobre como procedeu o atendimento de Fabrícia, bem como as medidas adotadas para apurar a circunstâncias da morte da adolescente, mas, até o fechamento desta matéria, não se obteve retorno.

Uma solicitação de nota foi solicitada pela assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), para saber o quadro clínico dos seis membros da família de Fabrícia que estão internados. Assim que a demanda for respondida, a matéria será atualizada.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.