Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
TRÁFICO 0

Polícia incinera quase duas toneladas de maconha apreendida em Manaus

Este é o segundo procedimento de incineração em pouco mais de seis meses de apreensões no estado



1__4__DB7F9DDC-20A8-4122-B21B-6CD4C554C257.jpg Foto: Divulgação
06/12/2019 às 13:38

A Polícia Civil do Amazonas realizou na manhã desta sexta-feira (6) a incineração de 1.700 quilos de maconha apreendidos ao longo de ações policiais realizadas entre os meses de outubro e novembro deste ano, pelas instituições que compõem a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

O processo químico foi coordenado pela delegada Leila Silva, diretora da Drad, e contou com o apoio de policiais civis lotados no Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), que auxiliaram no transporte do material entorpecente. A ação ocorreu nas instalações da empresa Eternal-Indústria, Comércio, Serviços e Tratamento de Resíduos da Amazônia, situada na rua Guiana Francesa, nº 1, na segunda etapa do bairro Distrito Industrial, zona sul da capital.



“Toda a droga incinerada nesta manhã representa a somatória de dois meses de apreensões realizadas pelos órgãos que compõem a SSP-AM, durante ações policiais exitosas deflagradas na capital. Destaco que o apoio do Grupo Fera foi fundamental no transporte do material entorpecente. A incineração correu após liberação judicial”, disse a diretora da Drad.

Processo químico anterior

Conforme a delegada Leila Silva, a última incineração foi realizada no dia 11 de outubro deste ano. Na ocasião foram incinerados 1.750 quilos de entorpecentes, entre, maconha e cocaína, além de 242 comprimidos de drogas sintéticas, sendo o material entorpecente proveniente do resultado de ações policiais na capital.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.