Publicidade
Manaus
Investigação de troca de bebês

Polícia investiga denúncia de troca de bebês em maternidade de Manaus

Polícia Civil vai analisar o livro de registros da maternidade para tentar localizar a filha biológica de Sandra Lúcia Vieira 17/05/2013 às 08:41
Show 1
Segundo a mãe que alega que a filha foi trocada, o ' engano' aconteceu no Hospital Beneficente Portuguesa, em 1983
Náferson Cruz Manaus

O delegado titular do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Abrahão Serruya, está investigando os procedimentos de segurança adotados pelo Hospital Beneficente Portuguesa, localizado na avenida Joaquim Nabuco, no Centro, por conta de  uma suposta troca de bebês ocorrida há 30 anos. O caso veio à tona na quarta-feira(15), quando  Sandra Lúcia Vítor Vieira, cuja  filha tem hoje 30 anos, resolveu denunciar o fato à polícia.

A suposta troca de bebês teria ocorrido no dia 8 de junho de 1983, na maternidade do Hospital Beneficente Portuguesa, localizada no Centro. Sandra Lúcia somente tomou conhecimento da situação quando chegou em casa e observou que a pulseira colocada no braço da criança estava em  nome de Sandra Lúcia Mara Peri, quando deveria constar  Sandra Lúcia Vieira Naranjo, nome da mãe na época.

Sandra lembra de ter retornado ao hospital  e comunicado a situação  à direção da unidade. Mas, obteve como resposta do diretor do hospital que aquela situação não ocorreu na maternidade. Sandra relata que, desde quando sua filha era criança, já havia percebido as diferenças físicas entre ela e os dois  irmãos.

Investigação

De acordo com informações da  Polícia Civil, a delegacia que investiga o caso (3º DIP), no bairro Petrópolis, na Zona Sul, já  solicitou  o livro de registro de nascimentos da maternidade. A Polícia  informou ainda que as investigações foram iniciadas pelo delegado plantonista 3º DIP, Guilherme de Andrade Antoniazzi, que deu início à abertura de um inquérito para investigar se houve troca de bebês na maternidade e se há outras vítimas.

A polícia também não descarta a possibilidade de tráfico de bebês, mas  esta informação ainda depende do trabalho de investigação que está feito diante das informações repassadas pela família e dados solicitados do hospital.  Em nota, o Hospital Beneficente Portuguesa informou que  o serviço de arquivo médico está verificando o ocorrido e que a direção da unidade ainda não vai se pronunciar sobre o caso.   

Publicidade
Publicidade