Domingo, 25 de Julho de 2021
Investigação

Polícia investiga suposto vazamento de provas no primeiro dia do Vestibular da UEA

O delegado que acompanha o caso afirmou que até o momento não foi encontrado nada que pudesse prejudicar o certame, mas há uma pessoa suspeita, e ela será ouvida



WhatsApp_Image_2021-05-31_at_18.24.50_6E3CBDEB-9626-44CD-8157-A797D91A715A.jpeg Foto: Arlesson Sicsú
31/05/2021 às 19:01

Denúncias relacionadas ao vazamento de provas no primeiro dia do vestibular da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), realizado no último domingo (30/05), em Manaus, estão sendo investigadas pela Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (Deccor). 

De acordo com o reitor da UEA, Cleinaldo de Almeida Costa, após investigações foi constatado que postaram fotos de provas em branco, dos candidatos ausentes, às 19h de domingo, em um aplicativo de mensagens. O reitor afirmou que até o momento as provas não serão anuladas, pois não foi encontrada nenhuma postagem antes desse horário. 



“Após uma pesquisa exaustiva na internet, identificamos que a primeira postagem aconteceu por volta das 19h de domingo, e a partir daí é que pudemos analisar a materialidade. Identificamos a sala, escola, as pessoas que participaram da prova nessa sala, além dos nomes e provas dos ausentes. A partir disso, as pessoas que tinham a obrigação da guarda e distribuição do conjunto de provas, devem ser responsabilizadas”, disse o reitor.

O titular da Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (Deccor), delegado Guilherme Torres, reiterou que até o momento não foi encontrado nada que pudesse prejudicar o certame. 

“As provas acabaram por volta das 17h, a primeira imagem encontrada foi às 19h. Se houvesse alguma publicação antes desse horário, poderíamos suspeitar de um vazamento de provas. As pessoas que estão publicando nas redes sociais, informando que as provas foram vazadas, serão ouvidas”, afirmou Guilherme.

O delegado informou que há uma pessoa suspeita, e ela será ouvida. Um Inquérito Policial (IP) foi instaurado e as investigações irão continuar.

Em nota, a Comissão Geral de Concursos da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) negou que houve vazamento de prova durante a realização do exame neste domingo (30). Segundo a universidade, as imagens de prova que circulam nas redes sociais foram feitas por um estudante que prestou o exame e divulgou, ao término do exame.

“Portanto, não havendo qualquer prejuízo aos participantes. Pelas regras do exame, é proibido o uso de aparelhos eletrônicos no local de aplicação, como celulares. Eles devem ser desligados e colocados dentro do envelope porta-objetos que cada candidato recebe. O uso desses objetos leva à eliminação do candidato”, finalizou a nota.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.