Sábado, 24 de Agosto de 2019
MANIFESTAÇÃO

'Polícia não para', afirma comandante da PM após anúncio de paralisação

Declaração foi dada pelo coronel David Brandão durante solenidade de entrega de carteiras na OAB-AM. Secretário de Segurança, Bosco Saraiva, disse que expediente permanece funcionando



coronel.jpg Foto: Arquivo/AC
14/03/2018 às 20:17

Durante evento na noite desta quarta-feira (14), o comandante da Polícia Militar do Amazonas, coronel David Brandão, garantiu que os policiais militares não vão parar as atividades. “Polícia não para”, declarou. Em entrevista na sede da TV A Crítica na noite de hoje, o vice-governador e secretário de segurança, Bosco Saraiva, informou que os policiais continuavam em suas atividades

A declaração do comandante foi dada durante solenidade de entrega de carteiras na Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM).

Os policiais militares prometeram uma paralisação que iniciaria às 19h de hoje. Posteriormente, os Sindicatos dos Rodoviários (STTRM) e o Corpo de Bombeiros ameaçaram suspender as atividades.

PMs cobram promoções

Na segunda-feira (12), policiais militares bloquearam a avenida Torquato Tapajós protestando pelas promoções do Quadro Especial de Acesso. O quadro especial de acesso dá direito a promoções por tempo de serviço. 

Ontem, o governador Amazonino Mendes assinou a promoção de mais de 2 mil policiais, porém, a categoria afirma que a promoção é "insuficiente".

"É referente apenas ao ano de 2016. Falta dos outros anos. Nós temos nossas responsabilidades. E no período do massacre na cidade nós abraçamos a sociedade e não paralisamos. Mas de lá para cá o governo só nos enrolou e exigimos nosso direitos”, disse o presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Amazonas (ACS), Igo Silva. 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.