Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia prende dois suspeitos de esquartejarem jovem de 18 anos em Manaus

Um deles teria confessado o crime. Partes do corpo da jovem foram achadas separadamente em vários pontos da cidade. O tronco foi encontrado sem cabeça e membros 18/11/2015 às 15:53
Show 1
Vítima desapareceu na noite do dia 1º de novembro, quando saiu de casa e não retornou
VINICIUS LEAL E KAMYLA GOMES Manaus

A Polícia Civil do Amazonas prendeu dois suspeitos de assassinarem a jovem Ana Carolina Nascimento dos Santos, 18 anos, que foi esquartejada e teve partes do corpo encontradas em diferentes pontos de Manaus. Um dos presos confessou o crime.

O homicídio aconteceu entre o dia 1º e 4 de novembro, período de tempo em que Ana Carolina desapareceu e quando a primeira parte do corpo dela foi achada – o tronco, sem cabeça e membros. Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil, uma equipe da Delegacia de Homicídios (DEHS) prendeu os dois suspeitos nesta quarta (18), e amanhã eles serão apresentados à imprensa.

Investigações

Até então, duas pessoas eram consideradas suspeitas de participar do crime e várias prestaram depoimento na DEHS, incluindo familiares e uma ex-amiga de Ana Carolina que teria feito ameaças a ela antes do crime, por meio de mensagens e ligações. A ex-amiga foi ouvida pela polícia, mas o motivo das supostas ameaças não foi revelado.

Local do crime

Na sexta-feira passada (13), a polícia encontrou o local onde a vítima foi brutalmente assassinada, uma estância localizada a 200 metros da residência de Ana Carolina, no Novo Aleixo. Segundo investigadores da DEHS, os donos da estância não haviam informado a polícia sobre o crime por medo de represálias

“Recebemos uma denúncia de que aqui foi o local onde tudo aconteceu. A dona da estância foi ameaçada, ficou com medo e pintou a parede em um dos quartos onde foi o crime”, relatou. A perícia usou um produto chamado “Luminol” para fazer a perícia do local, e os moradores da estância prestaram depoimento.

Desaparecida

A jovem Ana Carolina foi considerada desaparecida após sair de casa no bairro Novo Aleixo na noite do dia 1º de novembro, domingo, e não retornar. No dia seguinte, os familiares receberam uma ligação anônima informando que a moça tinha sido sequestrada, esquartejada e que o corpo havia sido jogado no igarapé do Novo Aleixo.

A partir daí, as buscas foram iniciadas pelo Corpo de Bombeiros. Eles encontraram uma calcinha, camisa, fios de cabelo e sangue da vítima na beira do igarapé do Novo Aleixo, mas nada do corpo. Só no dia 4 que o tronco da jovem foi achado boiando na orla do São Raimundo, lado oposto da cidade, sem a cabeça e sem braços e pernas, e com 15 perfurações de faca.

No dia 5 de novembro, policiais da DEHS voltaram ao igarapé do Novo Aleixo, onde foram encontradas mais partes do corpo da vítima, provavelmente partes dos membros. No dia 8, um braço foi achado boiando novamente na orla da cidade, lado oposto ao Novo Aleixo, e a família reconheceu como sendo de Ana Carolina devido a uma tatuagem da moça no braço.

Publicidade
Publicidade