Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia prende homem e localiza suposto estatuto da maior facção criminosa do AM

O suspeito de tráfico foi preso em um bar na Zona Leste de Manaus e ele foi encontrado um documento apontado como o regulamento da facção criminosa 'Família do Norte' 31/10/2013 às 14:02
Show 1
Com o indivíduo foram encontradas várias porções de cocaína, dinheiro e um estatuto que pode ser o da facção 'Família do Norte'
OSWALDO NETO E BRUNA SOUZA Manaus (AM)

Um suposto integrante de uma das facções criminosas mais procuradas da região Norte foi preso por volta de 0h45 desta quinta-feira (31). Elton Macedo dos Santos, 20, foi abordado por policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) quando assistia uma partida de futebol no bar ‘Ninho do Urubu’, localizado na rua Angelim, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. Além de drogas, com ele também foi encontrado um suposto estatuto do grupo Família do Norte Comando Vermelho (FDN/CV).

Após receberem uma denúncia anônima informando que dois homens estariam vendendo drogas no estabelecimento, uma viatura foi deslocada ao local. Durante a abordagem, Elton tentou fugir e chegou a jogar o documento suspeito. Com ele foram apreendidas cinco trouxinhas de oxi, três trouxinhas de pasta base, uma porção média de maconha prensada e R$ 60.

O outro homem identificado como Ronairon Moreira Negreiros também foi abordado, porém com ele não foi encontrado nenhuma evidência que comprovasse sua participação.

Depois de ser pressionado pelos policiais, Elton acabou confessando que escondia outra quantidade de droga, mas a mesma estava escondida em um bueiro em frente a Mini Vila Olímpica do bairro Coroado, na Alameda Cosme Ferreira, Zona Leste de Manaus. No local, os policiais constataram a existência de uma porção grande pasta base de cocaína (aproximadamente 300 gramas), uma balança de precisão, um revólver calibre 38 e três munições intactas.   

Depoimento

Em depoimento no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Elton negou a sua participação na facção criminosa e afirmou ser usuário de drogas desde os 13 anos. Na ocasião, a suspeita de sua participação na facção criminosa não foi levada em consideração pelo fato do estatuto não estar inserido no auto de exibição do flagrante.

Segundo a polícia, o indivíduo será levado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa e irá responder pelo crime de tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico.

Estatuto


Dividido em 15 artigos, o estatuto cita deveres, direitos e punições aos “irmãos” que fazem parte do grupo. No artigo 2, o documento menciona que os quatro pilares do FDN/CV são “Liberdade, Respeito, Luta e União”. Mais a frente, no artigo 9, é mostrado que uma infração super grave acarretará no óbito do membro, motivado por “irresponsabilidade ou qualquer tipo de pilantragem”, “apoderação de áreas de irmãos” ou “derramar sangue inocente”.

No artigo 7, o estatuto menciona sobre ficar proibida a entrada de membros de outro estado onde já existe alguma outra facção, porém o mesmo sugere que exista uma aliança entre os envolvidos para “plantar uma semente da FDN/CV em cada canto do Brasil”. O documento ainda cita que a facção possui um conselho composto de 23 pessoas, entre elas um presidente, um vice, um porta voz e um tesoureiro.


Publicidade
Publicidade