Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia prende ‘Mayquinho’, jovem suspeito de homicídio em dezembro de 2015

Mayque bebia com um amigo quando a vítima se aproximou e os agrediu. Tentando se defender, ele foi atingido com um soco e revidou dando facadas 25/02/2016 às 15:29
Show 1
Mayque foi preso durante cumprimento de mandado de prisão
ACRITICA.COM ---

Policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prenderam Mayque Nascimento da Costa, 19, o “Mayquinho”, autor do homicídio do pedreiro Helison Soares Marques, que era conhecido como “Metralha”.

A equipe de investigação, sob o comando do delegado titular da DEHS, Ivo Martins, cumpriu o mandado de prisão em nome de Mayqee na última terça (23), no Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, na rua Vivaldo Lima, bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste.

De acordo com o delegado titular da DEHS, o crime ocorreu no dia 25 de dezembro de 2015, por volta das 14h, na rua Professora Cândida Veigas, bairro Novo Israel, Zona Norte de Manaus, em frente à casa da vítima, que tinha 32 anos na época.

“Em depoimento, Mayque relatou que no dia do delito estava ingerindo bebida alcoólica com um amigo, conhecido como ‘Gugu’, quando Helison teria se aproximado e agredido o amigo do infrator. Mayque tentou defender ‘Gugu’ e foi atingido com um soco no nariz”, explicou Ivo Martins.

“O jovem teria ido à casa do avô, onde pegou uma faca e seguiu à procura da vítima. Ao encontrar Helison, ‘Mayquinho’ desferiu uma facada nas costas dele. Em seguida, deixou o local e jogou a arma branca pelo caminho”, explicou Ivo Martins.

Ao longo das investigações, a equipe da DEHS descobriu que infrator e vítima já tinham se envolvido em uma briga no ano passado, antes do crime. Na ocasião, Helison teria agredido Mayque com uma perna-manca. “Diante das pistas obtidas e da própria confissão do autor, não nos resta dúvidas sobre a autoria do crime. Em função disso representei o mandado de prisão preventiva em nome do infrator”, ressaltou o delegado.

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje (25) às 9h30, na sede da especializada, Ivo Martins informou que o mandado de prisão preventiva em nome de Mayque foi expedido no dia 23 de fevereiro deste ano, pela juíza do 2º Tribunal do Júri, Mirza Telma de Oliveira Cunha.

“Os policiais civis que atuam na DEHS descobriram que Mayque cumpria pena no Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, por ato infracional análogo ao crime de roubo, ocorrido quando ele era adolescente. Então nos deslocamos ao local para cumprir o mandado”, disse o titular da DEHS.

Mayque foi indiciado por homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade