Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Manaus

Polícia prende quadrilha que fez assalto cinematográfico no banco Itaú, na Compensa, em Manaus

Investigadores estavam no encalço dos criminosos e prenderam seis suspeitos. O roubo ocorreu há 45 dias, quando o bando fechou uma das avenidas mais movimentadas da cidade com dois ônibus para facilitar a fuga



1.jpg Toda ação do bando foi registrada por câmeras de segurança
31/10/2014 às 15:45

Os seis integrantes da quadrilha que, há 45 dias, assaltou a agência bancária Itaú da avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, foram presos pelo delegado Orlando Amaral, da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd). O chefe do bando disse que passou 15 dias planejando o crime na porta do banco.

O líder dessa quadrilha é Álvaro Terço Ralph, de 30 anos, que foi preso em cumprimento de mandado de prisão na quinta-feira (30). Os outros membros do grupo são Kennys da Silva Rodrigues, 43, Maycon Lima de Castro, 30, Antônio Augusto Meneses de Souza, 28, Judison Saraiva da Silva, 34, e Gelly Gleyson de Souza Costa, 29.

Segundo o delegado Orlando Amaral, foram presos também em cumprimento de mandado de prisão Kennys, Maycon e Antônio. Já Judison e Gelly foram capturados em um carro na avenida do Turismo, Zona Oeste, durante abordagem policial, após os investigadores coletarem informações junto aos quatro primeiros presos.

Os seis suspeitos foram apresentados à imprensa na manhã desta sexta-feira (31) em coletiva na sede da Derfd. Conforme o delegado Orlando Amaral, as diligências iniciaram logo após o assalto, a partir das imagens do sistema público de vigilância, o Ciops, e de câmeras de segurança da agência bancária e também particulares.


Nos primeiros 15 dias de investigação, a equipe da Derfd já tinha os nomes de quatro bandidos, conforme o delegado Orlando. Nenhum dos seis presos quis falar com repórteres, mas segundo Amaral o líder deles, Álvaro, confessou à polícia que passou 15 dias monitorando o movimento e o funcionamento na agência, e planejando como iria assaltar o local.

A CRÍTICA teve acesso a informações de que a maioria dos criminosos é do bairro da Compensa e que o chefe deles, o Álvaro, é um traficante. Ainda segundo fontes de A CRÍTICA, os mandados de prisão de Álvaro, Kennys, Maycon e Antônio foram expedidos ainda na semana passada, mas não puderam ser cumpridos por causa do período eleitoral.

Cinematográfico

Em uma ação digna de filme hollywoodiano, os seis bandidos armados com escopetas, e usando fardamento do Exército e capuz preto, assaltaram a agência do banco Itaú na avenida Brasil, Compensa, no dia 15 de setembro. Na hora da fuga, eles usaram dois ônibus para bloquear a via, uma das principais da Zona Oeste, e conseguiram levar R$ 680 mil.

De acordo com o delegado, a agência já estava fechada no momento do crime e, para terem acesso ao local, dois deles usaram uma marreta de ferro para quebrar a vidraça que dividia a área dos caixas eletrônicos da área de atendimento aos clientes e gerência. Por sorte, não havia clientes fazendo saques naquele momento.

Depois disso, outros dois entraram no banco para darem cobertura. A polícia descobriu que os assaltantes alugaram os dois ônibus especiais usados no crime, alegando à locadora que os coletivos seriam usados para transportar pessoas em um velório. Os dois ônibus foram estacionados atravessados em dois pontos da avenida para ajudar na fuga.

Toda ação durou poucos minutos, segundo o delegado Amaral. Eles quebraram as vidraças, subiram na bancada onde funcionavam os caixas eletrônicos e conseguiram entrar no cofre. Agora, todos eles serão levados para a cadeia pública de Manaus. A polícia ainda procura por Lailton Monteiro de Oliveira e outro homem não identificado, membros da quadrilha.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.