Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia prende quatro pessoas no momento que iriam esquartejar o corpo de um homem

Por vingança, vítima foi assassinada a golpes de pau e teve o pescoço degolado. Grupo iria cortaria membros e jogariam corpo em terreno baldio 04/03/2015 às 12:09
Show 1
Thiago Santos de Souza, 21, o irmão dele de 15 anos, o mototaxista José Lima Gonçalves, 49, e Juliano Vilaça Pinto, 26
Fábio Oliveira Manaus

Três pessoas foram presas e um adolescente de 15 anos foi apreendido pela polícia na madrugada desta quarta-feira (4), em Manaus, no momento em que iam esquartejar o corpo de um homem, Ronaldo Alves dos Santos, de 24 anos, morto a golpes de pau e que teve o pescoço degolado.

Thiago Santos de Souza, 21, o irmão dele de 15 anos, o mototaxista José Lima Gonçalves, 49, e Juliano Vilaça Pinto, 26, são suspeitos de terem assassinado o autônomo Ronaldo por disputa de venda de droga. Eles foram capturados pela Força Tática da Polícia Militar.

O grupo foi pego na rua Achurana, bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte. De acordo com o soldado da Força Tática, Joel Nunes, o quarteto se preparava para esquartejar o corpo da vítima, que foi encontrado enrolado em um lençol em um terreno baldio na rua Achurana.

“Recebemos denúncia de que tinham matado um homem e que um grupo de pessoas ia esquartejá-lo. Quando chegamos ao terreno, o bando correu, mas conseguimos pegá-los depois de uma busca intensa”, explicou o soldado Joel. Segundo testemunhas, o crime foi um acerto de contas.

De acordo com o policial militar Joel, pessoas afirmaram que a vítima e Thiago tinham uma rixa por ponto de venda de droga. O soldado contou que no local do crime tinham vários sacos de lixo e gelo que, provavelmente, seriam usados para armazenar o corpo de Ronaldo.

Vingança

Consta no relatório da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que a vítima e um comparsa identificado como Boris tinham tentado matar Thiago no último dia 22 de fevereiro deste ano. Eles metralharam a casa do suspeito, que acabou salvo.

A polícia considera que por esse motivo Thiago resolveu se vingar e matar Ronaldo. Segundo a polícia, Thiago, o irmão e Juliano foram os executores do assassinato de Ronaldo. O mototaxista deu apoio, dando cobertura ao trio. Todoa foram autuados por homicídio qualificado e serão levados para a cadeia.

Publicidade
Publicidade