Terça-feira, 16 de Julho de 2019
Manaus

Polícia recaptura preso que fugiu da cadeia embarcando em ônibus

O homem é considerado pela polícia como um assaltante que age com violência. Ele responde quatro processos na Justiça, três por assaltos e um por porte de droga



1.jpg Dulciney Almeida Rolim, 23, estava dentro de um barraco numa invasão no bairroSanta Inês, Zona Leste da cidade
31/08/2013 às 12:23

Policiais militares recapturaram na manhã deste sábado (31) Dulciney Almeida Rolim, 23, que fugiu da cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, avenida Sete de Setembro, Centro de Manaus, escalando o muro do presídio durante a troca de turno da guarda externa.

Dulciney foi localizado dentro de um barraco numa invasão no bairro Santa Inês, na Zona Leste, próximo à rua A. Segundo o tenente da PM Almeida Lima, o fugitivo foi abordado por policiais que faziam uma ronda de rotina nas ruas do bairro, por volta das 9h. No local, a polícia disse ter encontrado um terçado e uma faca, que seriam do fugitivo.

“Ele demonstrou nervosismo na hora. Os policiais pediram para ele se identificar, e então reconheceram que ele era o preso que tinha fugido da cadeia”, contou Almeida Lima. Segundo o tenente, as tatuagens com “folhas” nos dois ombros permitiram o reconhecimento de Dulciney.

Dulciney estava preso desde o dia 2 de agosto, por um assalto a uma Lan House localizada na rua Topázio, bairro Nova Floresta, Zona Leste. De acordo com o tenente Almeida Lima, o assaltante disse que fugiu da cadeia com o objetivo de se vingar do dono do estabelecimento. Questionado pela imprensa, Dulciney não confirmou a versão da polícia e disse que só falaria na presença de um advogado.

Fuga

A saída do presidiário só foi descoberta porque um advogado que aguardava para entrar na cadeia pública viu o preso pulando o muro e depois fazendo sinal para o ônibus 704, que vai para o bairro Betânia, Zona Sul, e no qual embarcou. O advogado chamou a atenção da segurança da cadeia e quando estes vieram ver o que estava acontecendo o preso já estava longe.

A direção da cadeia pública teve que fazer a contagem dos mais de 1 mil internos da unidade para poder identificar o preso que havia fugido. O que mais chamou foi o descaso com a segurança da unidade prisional. O preso saiu da cela, do raio, passou pelo pátio interno, passou pelos policiais militares e foi parar no pátio externo de onde pulou o muro e ganhou a rua.

Sobre como fugiu da cadeia, o assaltante disse que não teve a ajuda de ninguém. Apenas teria aproveitado a distração da guarda externa.

Violento

Dulciney é considerado pela polícia como um assaltante contumaz que em algumas vezes age com violência. Ele responde quatro processos na Justiça, três por assaltos e um por porte de droga. No dia 17 de agosto, ele foi preso por tentativa de assalto à casa da Cachaça, localizada na rua Cosmos, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, quando ele fez de refém uma menina de 12 anos de idade.

Ele também foi preso em julho do ano passado per ter assaltado a drogaria Flex Farma, na avenida Hilário Gurjão, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, de onde ele roubou R$ 9 mil e deixou os três funcionários trancados no banheiro do estabelecimento.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.