Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
APROPRIAÇÃO INDÉBITA

Polícia recupera 15 carros alugados que não tinham sido devolvidos a empresa

Empresa vítima do delito alugou carros para uma outra empresa, que realizava sublocações dos veículos. Entretanto, os automóveis não foram devolvidos na data estipulada



CARROS_DRCO_FOTOS_ALAILSON_SANTOS__12__219081E5-D231-439A-BCA6-64A7EC081FEC.jpg Foto: Alailson Santos/Polícia Civil
26/09/2019 às 15:58

Uma ação da Polícia Civil recuperou, ao longo desta quarta (25) e quinta-feira (26), 15 carros alugados de uma empresa de aluguéis de veículos em Manaus, que não tinham sido devolvidos.

Segundo o delegado Sinval Barroso, do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), a empresa vítima do delito alugou 15 carros para uma outra empresa, que realizava sublocações desses carros. Entretanto, os veículos não foram devolvidos.



O representante da empresa vítima do delito registrou Boletim de Ocorrência (BO) de apropriação indébita no DRCO, informando que os carros estavam em local incerto.

“Após este fato, iniciamos as investigações em torno do caso. Realizamos diligências desde as 15h de quarta-feira (25), até às 10h da manhã desta sexta-feira (26), em diversos bairros e em zonas distintas da capital, a partir do que conseguimos recuperar 14 veículos. O último carro foi recuperado em Presidente Figueiredo (distante 107 quilômetros em linha reta de Manaus)”, explicou Barroso.

O delegado informou, ainda, que todos os veículos estavam alugados e sendo utilizados por motoristas de aplicativo de transporte privado urbano.

“Até o momento, todos os envolvidos estão sendo ouvidos para os trâmites cabíveis na unidade policial e, posteriormente, os automóveis serão devolvidos para a empresa proprietária”, concluiu o diretor do DRCO.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.