Publicidade
Manaus
NA DEHS

Policiais suspeitos de participação em desaparecimento darão novos depoimentos

A Polícia Civil procura pistas que possam levar ao paradeiro Alex Julio Roque de Melo, 25, da atendente de caixa Rita de Cássia Castro da Silva, 19, e de Everton Marinho, 20.  02/11/2016 às 20:00 - Atualizado em 03/11/2016 às 09:19
Show zcid040301 p01
Matagal nas imediações do ramal do Brasileirinho, na Zona Leste, foi vasculhado por policiais e por cães farejadores (Foto Márcio Silva)
Kelly Melo Manaus (AM)

Os seis policiais militares  investigados pelo desaparecimento dos três jovens no bairro Grande Vitória, há quase uma semana,  vão ser ouvidos novamente na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) a partir de hoje. Na terça-feira, eles foram ouvidos informalmente. A Polícia Civil procura pistas que possam levar ao paradeiro Alex Julio Roque de Melo, 25, da atendente de caixa Rita de Cássia Castro da Silva, 19, e de Everton Marinho, 20. 

Ontem, investigadores da DEHS e policiais militares Companhia Independente de Policiamento com Cães (Canil) e das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) estiveram no ramal Velho Chico, que fica dentro do ramal  Brasileirinho, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus, para localizar alguma pista que possa esclarecer o desaparecimento e levar ao encontro do jovens. Apesar disso, de acordo com o delegado Ivo Martins, titular da DEHS, nada foi localizado por enquanto. “As buscas continuam e estamos avançando nas investigações”, informou. 

Expectativa e esperança

Incansáveis nas buscas, mais de 20 pessoas entre familiares e amigos dos jovens acompanharam as buscas desde as 6h até o fim da tarde de ontem. Eles se organizaram em grupos e também fazem as buscas por outros ramais nas proximidades em busca de alguma evidência. 

A mãe da Rita de Cássia, Lindalva Castro, 43, afirmou que tem esperança de encontrar a filha viva. “A minha filha estava perto de casa e ia pegar uma carona com o Alex. Ela não era envolvida com coisas erradas e fico desesperada por não ter nenhuma notícia dela”, contou ela. 

Sumiço
Alex Julio Roque de Melo, Rita de Cássia Castro da Silva de Everton Marinho estão desaparecidos desde a última sexta-feira. Eles estavam voltando de um pagode em uma motocicleta quando foram abordados pelos polciais militares, que acusaram Alex de ser traficante. De acordo com registro no site do Tribunal de Justiça (TJ-AM), Alex responde dois processos, um por roubo e outro por homicídio.
 

Publicidade
Publicidade