Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
CHAPAS

Policial federal Júnior Brasil anuncia retorno ao PSB com apoio da cúpula do partido

Júnior Brasil foi filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) até 2016, quando disputou a eleição para vereador de Manaus e obteve 879 votos, ficando a 269º colocação. Ele deixou a sigla para ajudar na fundação da Rede Sustentabilidade no Amazonas (Rede).



zPOL0515-02_p01_5738815F-F479-4E4C-9344-2935C29EB13F.jpg Foto: Reprodução
14/01/2020 às 19:47

O policial federal Júnior Brasil anunciou nesta terça-feira (14) o retorno para o Partido Socialista Brasileiro (PSB). A decisão se deu após o convite do deputado estadual Serafim Corrêa, presidente de honra da sigla, e do presidente estadual do PSB, vereador de Manaus Marcelo Serafim.

“Fui filiado ao PSB entre 2014 e 2016, de onde saí para fundar a Rede. Ajudei a construir a candidatura ao Governo em 2014, quando caminhei ao lado da militância do partido. Construí pontes, amizades e deixei portas abertas ao diálogo, inclusive, tive a honra de ser considerado ‘filiado honorário’ do PSB. Fiquei honrado com o convite para retornar ao PSB. Chego com muita disposição, com muita vontade de ajudar o partido e a militância. Estou à disposição do PSB a partir de agora", declarou Júnior Brasil, em texto divulgado à imprensa.



Júnior Brasil foi filiado ao PSB até 2016 quando disputou a eleição ao cargo de vereador de Manaus e obteve 879 votos ficando a 269º colocação. Segundo ele, a saída do PSB, após a eleição municipal, foi para ajudar na fundação do partido Rede Sustentabilidade no Amazonas (Rede). Antes, em 2014, Brasil concorreu a vice-governador na chapa com o atual deputado federal Marcelo Ramos, que era do PSB  e hoje está Partido Liberal (PL), antigo PR. A chapa ficou em terceiro lugar com 10,94% dos votos válidos, o equivalente 179,7 votos.

Eleições 2020

Júnior Brasil disse que retorna para legenda como pré-candidato à Câmara Municipal de Manaus (CMM). Questionado sobre uma possível candidatura à prefeitura Municipal de Manaus, ele afirmou que a decisão cabe à direção do partido.

“A princípio sou candidato à vereador e vou entrar para somar, ajudar a construir o processo político do partido em 2020 e, talvez, até 2022. Estou entrando em uma casa que respeito muito, com uma militância e lideranças fortes. Serafim, Portta, Marcelo e outras figuras importantes. Estou colocando meu nome a disposição do partido. É o partido que vai decidir se vou ser candidato à vereador, participar como militante na campanha ou de outra maneira”, declarou à reportagem.

O evento de filiação ocorrerá no próximo sábado, dia 18, a partir das 9h, na sede do partido, localizada na rua Barão de Itamaracá, no bairro Flores, na Zona Centro-Sul de Manaus. 

“O PSB é um partido que tem história, tem a preocupação muito grande com a desigualdade social, desenvolvimento econômico, e muito firme com a democracia. É um partido transparente com militância guerreira que debate os problemas cidade e da sociedade. É um partido que eu já tinha militado antes. É um caminho natural. O PSB é um retorno coerente com a minha história política e convicções”, disse Júnior Brasil.

Eleger uma chapa

O presidente do diretório estadual do PSB, vereador Marcelo Serafim disse que o partido irá lançar uma chapa de vereadores à CMM com a meta é eleger três parlamentares. “Meu projeto é de reeleição e já estamos preparando a chapa do partido. A nossa base da chapa vem da eleição de 2016. Esse processo tem conquistado muitas adesões de candidatos que vão disputar a eleição pela primeira vez com bom potencial. A nossa expectativa é manter a eleição das três cadeiras que fizemos nas eleições de 2016”, afirmou.

Além do vereador Marcelo Serafim, o PSB possui outras duas cadeiras na CMM ocupadas pelos parlamentares Carlos Portta e Rosinaldo Bual.

Saiba Mais

A definição da escolha dos candidatos às eleições municipais de 2020 somente ocorrerá nas convenções partidárias que deverão ser realizadas de 20 de julho a 5 de agosto, segundo cronograma previsto na Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de  nº 23.606/2019. 

No dia 15 de maio inicia a arrecadação facultativa de doações por pré-candidatos aos cargos de prefeito e vereador, por meio de plataformas de financiamento coletivo credenciadas na Justiça Eleitoral. Pré-candidatos que apresentem programas de rádio ou televisão ficam proibidos de fazê-lo a partir do dia 30 de junho.

News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.