Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
CASO FLÁVIO

PM preso por envolvimento na morte de engenheiro é exonerado

A exoneração de Elizeu da Paz de Souza foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM). O PM estava lotado na Casa Militar e integrava a segurança particular do prefeito Arthur Neto



PMM_FC9CBEAD-EE67-4EA9-95F6-4B11F5C55F64.JPG Foto: Reprodução / Internet
17/10/2019 às 10:20

O prefeito Arthur Virgílio Neto assinou na quarta-feira (16) a exoneração do sargento da Polícia Militar (PM) Elizeu da Paz de Souza, 37 anos, lotado na Casa Militar do município. Ele foi destituído do cargo de assessor nível II, 13 dias após se apresentar de maneira voluntária na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) onde foi preso temporariamente por suspeita de envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues, 42 anos, ocorrida no mês passado.

A exoneração está publicada no Diário Oficial do Município (DOM) de edição 4.703. O sargento da PM foi arrolado no Inquérito Policial (IP) do Caso Flávio após câmaras de segurança instaladas na guarita do condomínio de luxo, Passaredo, situado no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus, captarem a entrada do suspeito acompanhado do lutador de Jiu-Jitsu Mayc Vinicius Teixeira Parede no condomínio onde morava Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira dama do município Elisabeth Valeiko.  



As investigações sobre o caso apontaram que o carro utilizado por Elizeu e Mayc, que chegou a confessar ter matado o engenheiro, o que ainda não foi comprovado, pertence à Prefeitura de Manaus. Sobre o envolvimento de Elizeu no caso, o secretário municipal extraordinário de Articulação Política, Luiz Alberto Carijó disse durante reunião na Câmara Municipal de Manaus, na manhã da última quarta-feira (9), que Elizeu tinha permissão para fazer a segurança da família do prefeito Artur Neto, mesmo estando em dia de folga.


Mais de Acritica.com

18 Nov
bradesco_C22DD61C-FE71-4FDD-BB1B-A5B7C048EF01.JPG

TRT11 celebra acordo de R$ 1,1 milhão entre Bradesco e ex-funcionária

18/11/2019 às 11:20

A bancária ingressou com reclamação trabalhista contra o HSBC e o Bradesco em novembro de 2016, pretendendo receber o pagamento de diferenças salariais, horas extras, tempo a disposição da instituição financeira durante as viagens, além indenização pelos danos morais sofridos no ambiente de trabalho


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.