Publicidade
Manaus
Manaus

Polícias Civil e Militar deflagram operação ‘Sexta-feira 13’ e prendem 11 pessoas

Deflagrada na manhã desta sexta (19), a ação é resultado de quatro meses de investigação e levou a 11 prisões, além de apreensões de armas e drogas 19/09/2014 às 16:30
Show 1
Operação "Sexta-feira 13" foi deflagrada na manhã desta sexta (19)
Renildo Rodrigues* Manaus (AM)

Após quatro meses de investigação, as Polícias Civil e Militar deflagraram, na manhã desta sexta-feira (19), a operação “Sexta-Feira 13”, que resultou na prisão de onze pessoas, além de apreensões de armas e drogas em poder dos traficantes. A ação se concentrou no bairro Santo Antônio, na Zona Oeste de Manaus, onde a quadrilha comandava a distribuição e venda de drogas.

Cerca de 60 policiais civis, alguns integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), com auxílio do helicóptero da PC, participaram da operação, que foi coordenada pelos delegados Suely Costa, da 4ª Seccional Oeste, e Rodrigo de Sá Barbosa, titular do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Entre os presos, o principal foi Dheison Vieira da Costa, 31 anos, o “Jason”, apontado pelas investigações como o principal traficante do bairro e um dos líderes do comércio de drogas na Zona Oeste da capital. Jason foi o único preso fora da localidade, tendo sido encontrado em uma residência na rua São Marcos, no bairro Nova Esperança, ao lado da companheira, Rosilane Saldanha de Vasconcelos, a “Rosinha”, também autuada em flagrante.

Os outros presos foram: Tamar Brito Pereira, 56, presa no Beco União, bairro Santo Antônio; Leandro Jerônimo Cidades, 29, conhecido como “Sexo”, preso na residência dele na rua São José, no mesmo bairro; Messias da Silva Filho, 26, preso na rua Padre Francisco; Marta Simone da Silva Menezes, 45, presa na rua Evangelista Cabral, também autuada em flagrante; Marionilson Alves Saraiva, 27, conhecido como “Mário”, preso na rua Santo Antônio. Também autuado em flagrante; Márcio Vasconcelos Silva, 38, conhecido como “Talquinho”, preso na rua Louro Bittencourt; e Frank Correia Rocha, 42, preso na rua José Tadros.

Também foram presos em flagrante Irene Santos da Silva, 45, encontrada no Beco União; e Mariluce da Gama Mendonça, 34, gerente do bar de Marionilson Alves, o “Mário”, na rua Santo Antônio.



A Polícia divulgou também comunicações entre os traficantes e clientes da quadrilha, onde são negociadas compras e entregas (Divulgação)

Com a quadrilha, foram encontradas duas pistolas, sendo uma delas furtada de uma viatura da Polícia Federal, no último dia 5 de julho, dentro do estacionamento de um supermercado da avenida Coronel Teixeira, na Ponta Negra, segundo informações da PC. Ambas abrigavam munições intactas.

Também foram achados 370 gramas de “skank”, uma versão concentrada de maconha, 200g em pedras de cocaína, 115g de oxi, 550 trouxinhas de cocaína em pó, dois carros – um Renault Sandero azul, placas JXV-9584, e um Chevrolet Celta prateado, de placa não divulgada – além de seis celulares, um tablet e R$ 574 em espécie.

A Polícia também divulgou comunicações entre os traficantes e clientes da quadrilha, onde são negociadas compras e entregas de narcóticos. Para o delegado Rodrigo, do 5º DIP, a ação foi golpe duro para o tráfico de drogas da Zona Oeste.

“Com certeza a operação foi um sucesso total. Tudo o que vinha sendo planejado e discutido nesses últimos quatro meses foi executado nos mínimos detalhes, e resultou na desarticulação do tráfico no Santo Antônio. Nós recebemos muitas denúncias, muitas informações da população, mas escolhemos planejar essa ação com cuidado, para buscar um resultado mais efetivo, que foi a prisão do ‘Jason’, o líder do tráfico na região”, explicou.

Ainda segundo Rodrigo, Jason” é foragido do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), tendo fugido do presídio há algumas semanas para assumir as operações da quadrilha.

*Com informações da assessoria de comunicação da Polícia Civil.

Publicidade
Publicidade