Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020
CRESCIMENTO

Polo Industrial de Manaus fecha o ano com 1,1 milhão de motos produzidas

Setor de duas rodas, do PIM, superou, até novembro, segundo a Abraciclo, toda a produção de 2018. O segmento produz mais de 13 mil postos de trabalho



PEDRO_BCE0E2EC-CAB5-47DB-B5AF-76ECDABFB24C.JPG Foto: Arquivo/AC
12/12/2019 às 07:25

O mercado de duas rodas manteve o ritmo de expansão em novembro. Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), as fabricantes de motos instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) superaram, até novembro, toda a produção de 2018. Foram produzidas 1.038.696 motocicletas, volume 7,2% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, de 968.976 motos.

A projeção da entidade é de uma alta de 6,6% para a produção neste ano, somando 1,105 milhão de motos. A estimativa anterior do setor era de 1,1 milhão de unidades. Somente em novembro, a produção de motos foi de 93.128, corresponde a aumento de 3,4% em relação ao mesmo mês do ano passado (90.108). Todavia, na comparação com os indicadores de outubro deste ano, houve um recuo de 14,7%. Segundo a Abraciclo, a diferença no comparativo é resultado da quantidade menor de dias trabalhados em outubro.



Para o 1º  vice-presidente da Abraciclo e diretor da Yamaha, Hilário  Kobayashi, o aumento da produção de motos no PIM, atende a 98% do mercado nacional, visa atender a demanda crescente verificada ao longo deste ano.

De acordo com o executivo, o aumento da oferta de crédito, as  vantagens do uso da motocicleta (flexibilidade do veículo, baixo consumo de combustíveis e de manutenção) e a modernização do produto com novas tecnologias e design atrativo contribuíram para o desempenho do setor.

Vendas

No Brasil, são vendidas 4.419 motos por dia útil, segundo a Abraciclo. A região Norte é responsável por 10,9% dos emplacamentos de motos registrados no país, de janeiro até novembro. No Amazonas, o licenciamento cresceu 23,9%, no acumulado deste ano, com o total de 18.330 unidades, enquanto em Manaus o volume é de 21,1% somando 11.352.

O tipo de moto mais vendida nesses 11 meses, com 503.138 unidades e 49,7% de participação no mercado nacional, foi a street (motocicleta de baixa ou média cilindrada para uso urbano). Na sequência estão as modalidades trail, motoneta, scooter e naked.

Segmento de bikes

A produção de bicicletas teve alta de 19,6%, com 899.177 unidades, de janeiro a novembro deste ano, em comparativo ao mesmo período de 2018. Todavia, no mês de novembro saíram das linhas de produção do PIM 79.137 bicicletas representa uma queda de 5,5% em relação ao mesmo mês de 2018 (83.726 unidades) e de 32% na comparação com outubro deste ano, 116.301.

O presidente da Caloi, Cyro Gazola, declarou que a tendência de produção está acima das projeções do setor, mas alerta para os impactos da alta do dólar na cadeia de fornecedores, sobretudo, de aço e alumínio.

News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.