Publicidade
Manaus
Reflexo das chuvas

Ponta Negra passa por limpeza para retirada de mureru da área de praia

Área acabou por ser tomada pela espécie de planta aquática, mais visível nas águas por ocasião da enchente e que pode ficar presa em madeiras, troncos e árvores na beira do rio 31/03/2016 às 20:31 - Atualizado em 31/03/2016 às 20:31
Show 7142ccaf 8b45 423c 88c7 67cb43517040
Planta foi retirada pela equipes da Semulsp (divulgação)
acritica.com* Manaus (AM)

Com as últimas chuvas em Manaus, a praia do Complexo Turístico Ponta Negra, zona Oeste, acabou por ser tomada pela espécie de planta aquática conhecida na região como mureru, mais visível nas águas por ocasião da enchente e que pode ficar presa em madeiras, troncos e árvores na beira do rio.

A fim de garantir a segurança dos banhistas, na última quarta, 30, e nesta quinta-feira, 31, equipes da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) realizaram limpeza no local, contando com 18 homens, um trator e uma caçamba para retirada do material e do lixo trazido pela água e preso às plantas.

O serviço contou com apoio do limpador hidráulico existente no complexo, que faz a higienização e varrição mecanizada da areia da praia. Já em operação, o limpador está sob a supervisão do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), que administra o complexo, e da Semulsp, funcionando inicialmente duas vezes por semana.

O limpador hidráulico é acoplado a um trator e realiza a limpeza de, no mínimo, dois metros quadrados a uma profundidade de 15 centímetros, com capacidade para remover detritos. A limpeza mecanizada produz um tratamento profundo, removendo não só os detritos que estão à vista na superfície da praia, mas também os que são enterrados pelo vento e pela chuva na camada superior. Além da varrição, o equipamento faz o arejamento da areia.

Normas

A Ponta Negra conta com um Corpo Permanente de Segurança composto por salva-vidas, bombeiros e equipes de atendimento à saúde, estando presente na praia até às 17h. Após esse horário, para a própria segurança do usuário, é proibido entrar no rio.

Outras proibições na praia são o uso de garrafas e objetos de vidro (copos e afins), de material perfurocortante (incluindo facas, mesmo de cozinha ou para a ceia) e a entrada de animais na areia, mesmo os de estimação.

Outra orientação importante para quem vai ao balneário é para que pais, mães e responsáveis nunca se afastem das crianças ou as percam de vista durante o banho.

*Com informações da assessoria

Publicidade
Publicidade