Publicidade
Manaus
CURIOSO

Pontos luminosos no céu de Manaus intrigam população nesta quinta (27)

O fenômeno se tratou de um conjunto de sete balões do Projeto Loon, da Alphabet, utilizados para levar internet a regiões remotas 27/04/2017 às 19:34 - Atualizado em 29/04/2017 às 17:01
Show 149333603097025
Foto: Reprodução
Vinicius Leal Manaus (AM)

Um fenômeno incomum no céu de Manaus causou estranheza da população no final da tarde desta quinta-feira (27): vários pontos luminosos similares a estrelas puderam ser vistos no firmamento. O caso se tratou de um conjunto de sete balões do Projeto Loon, do grupo Alphabet, dona da Google, equipamentos utilizados para levar internet para regiões remotas e população de baixa renda.

A informação foi confirmada pelo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta), órgão vinculado à Aeronáutica que controla o espaço aéreo da região. De acordo com a instituição, sete balões do Projeto Loon da Alphabet trafegaram na direção nordeste da cidade de Manaus por volta das 17h30 às 18h e puderam ser vistos no céu pela população.

Ícones de balões também foram registrados no site Flightradar24.com (veja aqui), um website que disponibiliza a visualização de aviões do mundo todo, em tempo real, através de mapas. Nos horários de 17h30 às 18h os ícones dos balões estavam localizados sobre a área urbana da cidade. Posteriormente, as imagens se distanciaram para a região metropolitana e às 21h já se encontraram sobre o perímetro de municípios como Rio Preto da Eva e Iranduba.

Em resposta à reportagem, a assessoria de imprensa da Alphabet confirmou o trajeto dos balões e corrigiu que o Projeto Loon não é da Google, e sim do grupo Alphabet. Em fevereiro deste ano, um balão do Projeto Loon caiu em uma propriedade particular na comunidade Supuranga, no município de Autazes, distante 113 quilômetros de Manaus. Na época, o balão foi encontrado por moradores em uma área de mata, e ninguém ficou ferido.

Pontos luminosos

Assim que os balões do Loon passaram pela superfície da cidade, A partir das 17h30, diversas pessoas começaram a questionar a origem dos pontos luminosos no céu, inclusive nas redes sociais. A publicitária Dirce Quintino estava dentro do ônibus, retornando para casa, quando percebeu o fenômeno. “Eu estava no ônibus e recebi uma mensagem num grupo de WhatsApp”, disse.

“Na hora tinha um cara na minha frente que estava falando sobre isso e aí só depois de fazer três perguntas ele me disse ‘olha para o céu’. Foi quando eu consegui ver dois pontos no céu, um do lado do outro. Eu estava há seis quadras de casa, dentro do ônibus. Cinco minutos depois quando cheguei em casa, no Petrópolis, não vi mais nada. Mas as pessoas continuavam na rua olhando para o céu, procurando”, disse a publicitária.

A agrônoma Muriel Saragoussi, moradora do bairro Parque Dez, também avistou os balões do Projeto Loon no céu. “Eu estava no quintal de casa. Saí para ver se já estava aparecendo a lua, quando eu vi os pontos no céu. Pareciam meteoros porque eu vi um rastro atrás. Achei muito estranho porque nunca tinha visto isso”, disse.

Um leitor do Portal A Crítica, morador do bairro Lírio do Vale, enviou uma mensagem à redação contando a experiência dele. “Foi umas 18h que eu vi cinco pontos de luzes não identificados. Não identificados porque mais ou menos 15 ou 20 minutos eles sumiram”, afirmou o autônomo Ulisses Xavier. “Eu tentei tirar foto do meu celular para registrar”.

Projeto Loon

O Projeto Loon é um projeto de pesquisa e desenvolvimento que está sendo desenvolvido pelo grupo Alphabet, também dona da Google, com a missão de fornecer acesso à Internet para áreas rurais e remotas. O projeto usa balões de alta altitude colocados na estratosfera, a uma altitude de cerca de 20 quilômetros para criar uma rede sem fio com velocidade semelhante a de 3G das redes de telefonia móvel.

Publicidade
Publicidade