Publicidade
Manaus
TRÂNSITO

População denuncia abusos cometidos por motoristas no trânsito em Manaus

Condutores levam cargas perigosamente pela cidade e colocam a vida de todos em risco, todos os dias. Número de fiscais é insuficiente para tanta irresponsabilidade 17/06/2016 às 15:44 - Atualizado em 17/06/2016 às 16:09
Vanessa Marques Manaus (AM)

Todos os dias a redação do Jornal MANAUS HOJE recebe uma série de fotos e denúncias de caminhões, caminhonetes e veículos transportando cargas de forma perigosa pelas ruas da capital. Nas fotos recebidas, além dos caminhões há também fotos de máquinas, como tratores, retroescavadeiras e caçambas circulando pelo trânsito, colocando em risco a vida de quem sai de casa. O que diz a leiDe acordo com a legislação de trânsito brasileira, cada modelo já sai de fábrica com o limite de peso de carga estabelecido. Porém, cabe a Departamento de Trânsito de cada estado fiscalizar. Conforme a Portaria do MANAUSTRANS Nº 31 DE 04/04/2014 delimitou, as vias de Manaus para veículos de carga e tratores têm horários estabelecidos.

Em Vias de Máxima Restrição de Circulação (VMRC), fica restrita a circulação de veículos com mais de 8 toneladas das 6h às 9h e das 17h às 20h, durante os dias de semana. Já veículos com cargas acima de 16 toneladas, não podem trafegar nessas vias das 9h até as 17h.

Nas vias de Média Restrição de Circulação (VMeRC), a restrição acontece para veículos com 8 toneladas, nos horários de 6h às 9h, e das 17h às 20h. As restrições acontecem de segunda à sexta-feira. Caso o condutor seja flagrado por agentes de trânsito trafegando pelas vias dentro do horário restrito, é feita a apreensão do veículo e da CNH do condutor.

Fiscalização

A fiscalização do trânsito de Manaus fica a cargo do Detran-AM e Manaustrans. O Detran tem apenas 50 agentes de trânsito lotados em Manaus. Os outros agentes, os chamados “marrozinhos”, são ao todo 250, para atender uma frota de mais de 868 mil veículos.

Com esse deficit de agentes e fiscalização é comum encontrar veículos de cargas fora do horário permitido, carros sucateados e até máquinas circulando livremente.

O tráfego irregular desses veículos causa risco à segurança dos outros motoristas, que temem acidentes graves. “A gente sabe de vários acidentes, que a carga mal amarrada cai sobre os outros carros e, toda vez que vejo o caminhão carregando muita coisa quero logo passar dele”, diz a dona de casa Francisca Lima, que está sempre com os filhos no carro.

Enquanto isso resta rezar para que os condutores tenham mais responsabilidade. O MH segue fazendo a parte dele e denunciando os infratores.

Outro grande volume de reclamações que chega ao MANAUS HOJE diz respeito aos tratores que circulam pela cidade. Além atrapalharem o trânsito, por serem muito lentos, ainda danificam o asfalto.

De acordo com a lei, essas máquinas são proibidas de circular por via pública e seu transporte até o local de serviço deve ser feito por meio de plataformas devidamente seguras. Essas máquinas só podem circular nas vias onde estão sendo realizadas as obras e serviços de emergência.

A circulação desses veículos pelas principais vias da cidade causa diversas reclamações por parte dos motoristas. “Por serem grandes, eles são mais lentos e acabam deixando o trânsito lento também, sem contar que tem uma máquinas dessas que não tem pneus, têm pontas que furam todo o asfalto”, reclama o motortista Alvaro Medeiros.

A reclamação dos outros motoristas também mostra que não há uma fiscalização eficiente. “É porque eu não faço foto, mas quase todos os dias vejo um trator atrapalhando o trânsito”, acrescenta outro motorista que não quis se identificar.

O Detran–AM afirma que tem intensificado as fiscalizações e aumentado o número de campanhas educativas para conscientização.

Publicidade
Publicidade