Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
VANTAGEM

Saiba quando vale a pena trocar carro próprio por transporte por aplicativos

Segundo a pesquisa IPSOS/99 possuir um veículo só vale a pena para aqueles que precisam fazer longos deslocamentos diários.



99pop_19AC13D3-D6CB-4B77-8BF9-0DD87806594D.JPG Breno Amorim deixou de usar o transporte público para se locomover pela 99 diariamente Foto: Sandro Pereira/Freelancer
09/12/2019 às 10:18

Com o grande número de veículos circulando em Manaus, 767 mil  rodando apenas na capital, de acordo com dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), de janeiro a abril deste ano, muitos manauaras mudaram seus hábitos de locomoção, seja por conta do trânsito caótico nos horários de pico, como também por conta da dificuldade de financiar um automóvel ou até mesmo para economizar na gasolina.

A alternativa foi migrar para a utilização de transportes de aplicativo que, para muitos, é o serviço mais barato e cômodo tanto para ir trabalhar quanto para ir a baladas e demais eventos.



A jornalista Nathalie Moraes conta que já utiliza há dois anos o aplicativo da 99. Ela chega a fazer aproximadamente seis corridas por dia. Segundo ela, o serviço é mais econômico do que manter um carro próprio.

E Nathálie tem razão.  A pesquisa IPSOS/99, realizada com base nos custos de um carro próprio popular comparado com os valores de corridas da plataforma, revela que possuir um veículo só vale a pena para aqueles que precisam fazer longos deslocamentos diários.

O motivo? Um automóvel tem seus custos fixos e também sofre depreciação de aproximadamente 8% anuais nos primeiros cinco anos. Isso sem contar os custos variáveis, como a quantidade de quilômetros rodados.

A pesquisa aponta que os usuários de carro têm uma ideia equivocada a respeito do gasto mensal com o veículo. O gasto médio mensal com transporte, declarado pelos participantes da pesquisa.

 “Como o brasileiro entende a mobilidade”, é de R$ 357. Ao serem perguntados sobre cada uma das despesas que têm com o veículo, descobriram que na realidade gastam entre R$ 2.090 e R$ 2.534. Ou seja, o brasileiro de Classe B gasta 6x mais com carro do que imagina. Já em se tratando da Classe C, esse número é 4x maior.

“Eu comecei a utilizar o 99 desde que fiquei sem carro. Comecei a perceber que eu tinha certa economia utilizando o transporte por aplicativo, sendo que eu não precisava pagar manutenção do carro, manutenção em peças, coisas que vinham me gerando um alto custo anteriormente com o carro e resolvi me tornar uma cliente assídua da 99”, destacou Moraes.

Mudança

O publicitário Breno Amorim, 23, optou por  deixar de usar o transporte público para se locomover por meio de transporte de aplicativo da 99 diariamente. Segundo ele, é muito mais vantajoso economicamente.

“O impacto positivo na minha vida é com certeza o conforto, a segurança e autonomia quando preciso voltar pra casa em horários em que as ruas estão desertas ou em horários críticos. Além de ser economicamente vantajoso, as corridas têm um preço bastante convidativo e se forem colocar na balança todas as variáveis além da financeira vale muito mais a pena do que pegar transporte público”, finalizou.

Dados

Cerca de 11%  dos entrevistados na pesquisa disseram ter abandonado o próprio carro nos últimos cinco anos. Um total de 21% disse que diminuiria o uso que faz do carro hoje e 30% garante que abriria mão de ter carro. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.