Publicidade
Manaus
ZONA SUL

População pede assistência para reformar quadra no bairro Aparecida

Com instalações comprometidas, local reúne problemas como falta de iluminação, pintura e grades quebradas. Prefeitura informou que equipe vai realizar levantamento no local 30/04/2018 às 10:18
Show 1352089
Foto: Evandro Seixas
Lívia Anselmo Manaus (AM)

Há oito meses, a quadra poliesportiva Marcelino Lopes, localizada na rua Xavier Mendonça, no bairro Aparecida, Zona Sul de Manaus, tem as instalações comprometidas. O local, principal ponto para a prática de esportes e lazer na região, tem sido mantido com a ajuda da comunidade. No entanto, os problemas foram se agravando e agora os usuários pedem ajuda para conseguir manter o espaço. 

O principal problema é a iluminação. A quadra, que serve tanto para a prática de esportes quanto para a realização de eventos da comunidade, está sem energia elétrica. À noite, principal horário de utilização, o espaço fica inutilizado, segundo Neto Costa, 37, que está à frente do movimento pela recuperação.

A iluminação não existe mais por conta da rede elétrica que ficou comprometida. “Antes, a comunidade mesmo se organizava e nós conseguíamos um eletricista pra ligar e ficava tudo bem. Mas agora parou de vez de funcionar e quando tentamos mexer, dá choque”, explicou. Segundo ele, em toda a quadra há interferência elétrica que tem ocasionado choque nos usuários. “Nosso maior é medo agora é tentar mexer por conta própria e alguém se machucar”, afirmou Neto.

Hoje, a quadra é usada diariamente por diferentes grupos de atletas amadores e profissionais, moradores da comunidade e igreja, além dos alunos da Escola Estadual Cônego Azêvedo.

Além dos problemas com a iluminação e a  rede elétrica, parte do telhado quebrou e tem alagado a quadra. Isso dificulta o uso em dias de chuva. “Cai água pela parede o tempo todo em qualquer chuva. Chove aqui dentro muito forte”, conta Fernando Cruz Fernandes, 24, que frequenta a quadra todas as terças e quintas-feiras.

Pintura e o conserto das grades são duas questões que precisam ser resolvidas, segundo Fernando. “A comunidade tem muito cuidado com o patrimônio, mas o tempo desgasta as coisas também”, observou.

Atualmente, a quadra é mantida com o trabalho comunitário feito por quem utiliza. No entanto, recentemente, um grupo de usuários pediu ajuda na prefeitura, abrindo um pedido de reforma na Casa Civil. Lá, foram informados que o pedido será encaminhado à secretaria municipal competente.

Consultada, a Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) informou que está trabalhando para atender as demandas da população tendo mais de 40 obras para serem executadas em todas as zonas da cidade. Quanto à quadra do Aparecida uma equipe irá até o local para realizar um levantamento e identificar qual a situação atual do espaço e tomar medidas necessárias para que a quadra continue a ser usada pelos moradores até que maiores medidas sejam executadas.

Publicidade
Publicidade