Sábado, 24 de Agosto de 2019
Fim de ano tenso

População sente medo na hora de fazer as compras no Centro de Manaus

Apesar do reforço do policiamento, a sensação de insegurança impera no Centro, onde três ladrões são presos diariamente



pol_cia.JPG Trabalhadores afirmam que presença dos PM’s não inibe os criminosos. Foto: Euzivaldo Queiroz
01/12/2016 às 05:00

Policiamento a pé, motorizado, velado e vigilância eletrônica com alta tecnologia não estão sendo suficientes para provocar  a sensação de segurança na população que está indo às compras nesse fim de ano, assim como nas pessoas que trabalham no comércio do Centro de Manaus. Trabalhadores garantem que os assaltos acontecem com frequência e que os criminosos já não se intimidam mais com a presença da polícia.

O chefe do Comando Metropolitano (CPM),  coronel Franclides Ribeiro, afirmou que a Polícia Militar montou um esquema de policiamento específico para este fim de ano e que os índices de assaltos nas áreas comerciais reduziram, principalmente no Centro, onde foi colocado um ônibus da PM que funciona como Posto de Comando e Controle e Monitoramento Móvel,  com câmeras de longo alcance e que tem auxiliado na repressão ao crime.

A presença de vendedores ambulantes nas principais avenidas, principalmente dos que negociam telefones celulares, é apontada como uma das principais motivações para que criminosos pratiquem roubos, uma vez que as pessoas que os procuram estão, muitas das vezes, com os aparelhos em mãos. “As vezes estou trabalhando aqui e só escuto o grito de pessoas que acabaram de ser assaltadas”, declarou a comerciante Socorro Rocha, 50.

Trabalhadores das lojas mostram que as  calçadas também estão tomadas por supostos vendedores de celulares, que na verdade são ladrões. São verdadeiras quadrilhas que estão agindo, a polícia vê, mas não faz nada, afirmam. Uns distraem as vítimas, outros furtam e há os que vendem os celulares roubados.

Sandro Oliveira, 36 e Ozinete de Oliveira, 35, embora se sentindo inseguros, estavam na avenida Eduardo Ribeiro, na manhã da última quarta-feira (30), fazendo as compras de Natal.  De acordo com o casal, o  tempo todo a atenção é dobrada. Ozinete anda sempre com a bolsa para frente do corpo. Sandro evita andar com grandes quantias de dinheiro e prefere usar cartões. “Eu fico o tempo todo observando as pessoas que estão ao meu redor porque não me sinto seguro”, disse Sandro Oliveira.

Paulo Sérgio Silva, 20, que  trabalha há quatro anos como distribuidor de panfletos, afirma que se sente inseguro e que os criminosos não respeitam nem a presença da polícia.

Blog: Augusto César, comandante da Polícia Militar

"Nós estamos trabalhando para reprimir a ação de assaltantes nas ruas de Manaus, principalmente  nesse fim de ano, que é quando muitos meliantes aproveitam para conseguir dinheiro, já que é quando trabalhadores recebem suas férias e o 13º salário. Sabemos que muitos se passam por vendedores ambulantes para roubar principalmente os mais descuidados. Investigar isso é competência da polícia judiciária (PC). Estamos usando equipamentos que tem nos permitido tirar muitos desses ladrões de celulares  e permitindo que a população possa fazer as suas compras com segurança".

Bandidos aproveitam ‘descuidos’

Neste ano, o policiamento de Natal no Centro de Manaus conta o Posto de Comando e Controle e Monitoramento Móvel que está localizado na esquina das avenidas Eduardo Ribeiro com a Sete de Setembro. O posto está equipado com sete câmeras de longo alcance, sendo que uma dessas está elevada a 18 metros e com o alcance de um raio de mais de um quilômetro em 360 graus.

De acordo com o coordenador do posto, tenente Theson Lima, diariamente uma média de três a quatro ladrões são presos e levados para o 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Geralmente, esses criminosos aproveitam o descuido das pessoas que não observam ao seu redor e andam com o celular nas mãos, carteira no bolso e bolsas para costas.

Reforço em outras áreas comerciais

 A operação Natal reforçou as áreas comerciais e bancárias do Centro, Vieiralves e das Zonas Leste e Norte,  além do policiamento motorizado e do monitoramento eletrônico por meio de câmeras de segurança tem ainda o policiamento a pé.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.