Terça-feira, 21 de Maio de 2019
VACINAÇÃO

População tem até 17h para se vacinar no ‘Dia D’ contra Influenza H1N1 no Amazonas

São 200 postos de saúde à disposição na capital. No interior, a campanha acontece em 45 municípios. A estimativa é imunizar 1.103.723 pessoas. Até agora, 32 óbitos foram confirmados



vacina__o_H1N1_1EFA76EC-8CC6-4286-B999-79C84421297F.jpg
Foto: Junio Matos
30/03/2019 às 11:27

O público-alvo que precisa receber a imunização contra a gripe Influenza do tipo H1N1 tem até as 17h deste sábado (30) para se vacinar no “Dia D” da campanha em Manaus e em 45 municípios do interior do Estado. Até agora 32 óbitos pela doença foram confirmados. A estimativa da campanha é vacinar 1.103.723 pessoas e a meta é imunizar, no mínimo, 90% desse público.

Os grupos proprietários definidos pelo Ministério da Saúde são crianças de 6 meses de idade a 5 anos, 11 meses e 29 dias; gestantes; puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); trabalhadores de saúde; povos indígenas; idosos; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional; professores da rede pública e privada; portadores de doenças crônicas não transmissíveis; e portadores de condições clínicas especiais, como doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica.

A abertura oficial do “Dia D” em Manaus aconteceu pela manhã na Unidade Básica de Saúde (UBS) Arthur Virgílio Filho, na Travessa 10, nº 3.015, no bairro Amazonino Mendes, Zona Norte, com a presença do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

No interior, a organização da programação ficou a cargo de cada um dos 45 municípios que realizam “Dia D”. Apenas as cidades de Apuí, Borba, Canutama, Carauari, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Itapiranga, Lábrea, Manicoré, Maraã, Novo Aripuanã, Presidente Figueiredo, Tapauá e Tefé vão realizar “Dia D” em datas diferentes.

Em Manaus, além dos 200 postos de vacinação, também estão à disposição os Centros de Atenção Integral à Criança (Caics) e os Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimis) André Araújo e Ada Viana, da rede estadual. 

 Em todo o Estado são são 1.535 salas de vacinação.

Campanha antecipada

Em todo o Amazonas, a campanha contra a Influenza H1N1 começou no último dia 20 de março, antes do resto do país devido à confirmação de 32 óbitos pela doença e 908 notificações de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grava (SRAG), sendo 119 positivos para o vírus da Influenza A (H1N1) e 163 para Vírus Sincicial Respiratório (SRV).

Dos 32 óbitos por H1N1, 25 aconteceram Manaus, três em Manacapuru e um em cada município a seguir: Parintins, Itacoatiara, Japurá e Urucurituba.

Até a última quinta-feira (28) a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) em Manaus já havia vacinado 319.463 pessoas dos grupos prioritários, o equivalente a 70,20%. De acordo com o prefeito Arthur Neto, o “Dia D” vai ajudar a avançar e muito dentro da meta estabelecida. “Se não chover chegaremos perto dos 90%”, disse. Otimista, ele disse que “a meta de 90% deve ser alcançada até a próxima terça-feira”.

No corredor de espera da UBS Arthur Virgílio Filho, após passar pela triagem, a técnica de enfermagem Gessiane Pereira da Silva, 24, foi se vacinar e aproveitar para imunizar a filha, Ana Gabriela, de 2 anos de idade. Para a mãe, moradora do bairro Nova Cidade, “é muito importante as pessoas se imunizarem, terem consciência da vacinação”. “Nós que trabalhamos na área de saúde temos que estar com a nossa carteirinha de vacinação sempre em dia”, disse.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.