Publicidade
Manaus
Manaus

Posto de recadastramento biométrico será inaugurado no Distrito Industrial

Objetivo é facilitar o acesso dos industriários à regularização junto à Justiça Eleitoral. O posto, que funcionará inicialmente nas dependências da Honda, contará com 15 guichês, com capacidade para atender, diariamente, até 600 funcionários 22/05/2015 às 16:24
Show 1
Presidente do TRE-AM, desembargadora Socorro Guedes, e vice-presidente, desembargador Mauro Bessa, estiveram na montadora
acritica.com Manaus (AM)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) vai inaugurar, nesta segunda-feira (25), às 10h30, um novo posto de atendimento biométrico na empresa Moto Honda da Amazônia, no Distrito Industrial de Manaus. O posto é uma parceria do TRE-AM com a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) e o Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam). A informação é da assessoria de comunicação do TRE-AM.

O objetivo do posto é facilitar o acesso dos industriários à regularização junto à Justiça Eleitoral. O posto, que funcionará inicialmente nas dependências da Honda, contará com 15 guichês, com capacidade para atender, diariamente, até 600 funcionários dessa empresa. Atualmente, montadora conta com 10 mil funcionários diretos e indiretos.

Além da Honda, participarão desse grande projeto de recadastramento outras sete empresas do Pólo Industrial (Samsung, Yamaha, LG Eletronics, Lenovo, Jabil, Philco e TPV Envision), que abrangerá, aproximadamente, 40 mil industriários,

Até junho deste ano, o tribunal ampliará para 11 o número de postos de atendimento  do recadastramento biométrico, ampliando para 10 mil a capacidade de atendimentos diários em Manaus.

Clube do Trabalhador terá posto de atendimento

Outra parceira entre o TRE-AM, a Fieam e o Cieam prevê a instalação de outro posto de atendimento no Clube do Trabalhador do Serviço Social da Indústria (Sesi), localizado na Alameda Cosme e Ferreira, no Coroado, Zona Leste.

No local, serão instalados 40 guichês até final de junho, com capacidade para atender, diariamente, 1,6 mil pessoas.

Recadastramento vai viabilizar dados para nova 'Identidade'

Os dados biométricos colhidos durante o recadastramento fazem parte do projeto Registro de Identidade Civil (RIC), que substituirá o RG (Registro Geral), CPF (Cadastro de Pessoas Físicas), Título de Eleitor, PIS (Programa de Integração Social), Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), Carteira de Trabalho e Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Publicidade
Publicidade