Publicidade
Manaus
Manaus

Praia da Ponta Negra será reaberta nesta quarta-feira (10)

A decisão foi comunicada pelo titular da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom). De acordo com Márcio Noronha, a iniciativa foi motivada pela chegada dos equipamentos de segurança que serão utilizados por Salva-Vidas do Corpo de Bombeiros, para monitorar o uso da praia 09/04/2013 às 10:37
Show 1
Desde sua reabertura ao público, no início de 2012, treze pessoas morreram afogadas na praia perene da Ponta Negra
JOELMA MUNIZ Manaus

Após cinco meses de interdição a praia da Ponta Negra, localizada na Zona Oeste de Manaus, será liberada para uso de banhistas. A reabertura do balneário acontecerá às 6h desta quarta-feira (10). A confirmação é do titular da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), Márcio Noranha.

A decisão de reabrir a Ponta Negra foi motivada pela chegada dos equipamentos de segurança que serão utilizados por Salva-Vidas do Corpo de Bombeiros, para monitorar o uso da praia. “A previsão era que os equipamentos chegassem apenas no início da outra semana, mas como ele já está em posse da Prefeitura, o prefeito decidiu na noite dessa segunda-feira (8) adiantar a liberação”, destacou Noranha.

Equipamentos de Segurança

De acordo com o secretário, os equipamentos de segurança exigidos pelo Termo de Ajuste de Conduta (TAC), firmado entre o Executivo Municipal e o Ministério Público do Estado (MPE-AM) no dia 21 de março são: 800 boias de isopor, 2 motos aquáticas, 800 metros de cordas, 2 quadriciclos, 10 binóculos, 2 catamarães, 10 guarda-sóis, 4 pranchões e 2 cadeirões.

Também foi exigida no TAC, a presença constante de homens da Polícia Militar e do Samu. Além de análise periódica nas depressões ao longo da praia.

Contingente

No local a população poderá contar com a presença de 26 policiais, entre o efetivo, um sargento e um cabo. Vinte homens do Corpo de Bombeiros e socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Interdição

Desde sua reabertura ao público, no início de 2012, treze pessoas morreram afogadas na praia perene da Ponta Negra, o que levou a uma investigação do MPE sobre as condições do local e com os engenheiros responsáveis pela obra de revitalização da mesma.

A praia está interditada desde novembro do ano passado, depois de pedido da Comissão Especial do Ministério Público do Estado (MPE), visando impedir novas mortes por afogamento no local.

O MPE firmou o TAC com a prefeitura visando dar maior segurança aos banhistas que freqüentam a praia da Ponta Negra.



Publicidade
Publicidade