Publicidade
Manaus
BENEFÍCIO

Prazo para saque de abono salarial de 2015 termina no dia 30 de junho

No Estado do Amazonas, segundo dados divulgados nesta terça-feira (20) pelo Ministério do Trabalho, 28, 786 pessoas ainda não receberam o benefício 20/06/2017 às 09:59 - Atualizado em 20/06/2017 às 10:12
Show carteira de trabalho
O benefício foi liberado pelo Governo Federal (Foto: Agência Brasil)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

O prazo para o recebimento do abono salarial 2015 para os trabalhadores cadastrados no Programa de Integração Social (PIS) e no Programa do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) termina no dia 30 de junho. No Estado do Amazonas, segundo dados divulgados nesta terça-feira (20) pelo Ministério do Trabalho, 28, 786 pessoas ainda não receberam o benefício.

O superintendente regional do Ministério do Trabalho do Amazonas, Gilvan Motta, explica que o Governo Federal liberou uma verba de R$ 221 milhões para o pagamento. Segundo o órgão, 304 mil trabalhadores já realizaram o saque do dinheiro no AM.

“Queremos conscientizar a população para que recebam o abono. Muita gente ainda não sacou e o prazo termina a dez dias. Quem não receber até o dia trinta não recebe mais. O dinheiro ficará com o Governo. É importante que as pessoas tenham mais informações sobre isso”, comentou Gilvan.

Para ter direito ao abono salarial referente ao ano de 2015, os trabalhadores precisam estar cadastrados no PIS e PASEP há pelo menos cinco anos; ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base; ter exercido atividade remunerada, durante pelo menos 30 dias, no ano-base considerado para apuração; e ter seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

O abono salarial é um direito do trabalhador assegurado no artigo 354 da Constituição Federal e pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990. “Quero proclamar a população para que busquem esse benefício. É um direito do trabalhador. Se todas as pessoas aptas para o recebimento buscarem o abono, esse dinheiro vai circular no Amazonas. Será muito bom para a economia”, ressaltou o representante do Ministério do Trabalho.

A consulta dos nomes pode ser feita no site do Ministério do Trabalho. As pessoas que preferirem fazer a consulta presencial podem se encaminhar em agências da Caixa Federal (trabalhadores da iniciativa privada) ou do Banco do Brasil (trabalhadores da iniciativa pública).

Publicidade
Publicidade