Publicidade
Manaus
LEVANTAMENTO

Preço de banana? Fruta fica mais cara e puxa alta da cesta básica em Manaus

No acumulado de 12 meses, a alta da banana já chega a 25% na capital amazonense; preço médio da cesta básica na cidade é de R$ 1.080,51 05/09/2018 às 14:17
Show banana c1f92a09 c4ba 4eed b145 c370ff8827a8
Joubert Lima Manaus

Foi-se o tempo em que “preço de banana” era sinônimo de baixo custo. O preço da fruta na capital amazonense ficou 11% mais cara em agosto na comparação com o mês anterior. Em 12 meses, a alta chega a 25%. Os dados são da pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). 

De acordo com o supervisor técnico do Dieese no Amazonas, Inaldo Seixas, a banana, assim com tomate são produtos com preços altamente voláteis, sujeitos a grandes variações. O choque de oferta pode ter contribuído para a alta no preço, com eventual redução da oferta por parte dos municípios vizinhos, o que pode ter aumentado a complementação do mercado com a banana vinda de Roraima e Rondônia, mais cara em função do frete e outros fatores. 

“Mas isso é hipótese, uma vez que não dispomos de dados empíricos a respeito  da produção local ou da participação de outros Estados no abastecimento de Manaus”, ressalta Seixas.

Além da banana, também tiveram alta em agosto nos preços do leite integral (5%), da manteiga (3,39%), do arroz agulhinha (2,22%) e do óleo de soja (0,57%). Outros seis itens apresentaram redução nos preços médios: tomate (-1,92%), farinha de mandioca (-1,17%), café em pó (-0,9%), pão francês (-0,63%), carne bovina de primeira (-0,55%) e feijão carioquinha (-0,29%). Não houve alteração no valor médio do açúcar refinado.

No geral, o custo médio da cesta básica em Manaus, segundo a pesquisa do Dieese, foi de R$ 360,17 em agosto, com alta de 1,41% em relação a julho. Com esse resultado, Manaus está na 13ª posição entre as capitais com cestas mais caras. 

Com esse preço, a despesa para alimentar uma família de quatro pessoas foi de R$ 1.080,51 no mês de agosto de 2018, segundo cálculo do Dieese. Ou seja, o trabalhador manauara que recebe um salário mínimo (R$ 954,00), teria que gastar todo o salário apenas para alimentar a família adequadamente.

Publicidade
Publicidade