Publicidade
Manaus
Manaus

Prefeito Artur Neto garante que PAC Transporte vai sair do papel

A quantia de R$ 200 milhões que foi destinada ao BRT (Bus Rapid Transit) foi arquivada pelo Supremo Tribunal Federal no dia 10 de dezembro de 2014 14/01/2015 às 09:36
Show 1
O prefeito prometeu entregar o BRT ainda em 2015
Jornal A Crítica Manaus (AM))

Durante a coletiva concedida ontem, referente ao PAC Cidades Históricas, o prefeito Artur Neto acabou citando também o PAC Transporte e disse que não pode se responsabilizar pela forma como a gestão passada, de Amazonino Mendes, administrou os empréstimos concedidos pelo Governo Federal referentes a mobilidade urbana, mas que ele, juntamente com o governador José Melo, garante que entregará a cidade de Manaus o novo modal - o BRT (Bus Rapid Transit).

Dinheiro de onde?

O que ficou vago desde o anunciou dessa parceria Prefeitura/Governo, em 2014, para realizar o BRT foi de onde será retirado o valor a ser investido no projeto já que a Caixa Economica Federal disponibilizou ao Governo do Estado R$ 800 milhões, sendo R$ 600 milhões destinados para o monotrilho e R$ 200 milhões para o BRT (Bus Rapid Transit), mas como a verba não foi utilizada em nenhum dos projetos, que não saíram do papel, e o dinheiro foi arquivado pelo Supremo Tribunal Federal no dia 10 de dezembro de 2014.

Nada foi feito

Sobre o R$ 33,7 milhões aprovados pelo Governo Federal no dia 20 de agosto de 2013, já na gestão do atual prefeito, justamente para o PAC Cidades Históricas, Artur Neto não se pronunciou. Apenas a Praça da Matriz (Praça 15 de Novembro) começou a ser reformada, entre os dez monumentos da lista e com o dinheiro da prefeitura e não desse valor aprovado pelo Governo Federal em 2013.

Publicidade
Publicidade