Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Entre o oásis e o caos

Prefeito eleito Artur Neto vai administrar Manaus a partir de um gabinete temporário em prédio histórico

Artur Neto irá dividir suas atividades administrativas entre três gabinetes distintos



1.jpg O prefeito eleito Artur Neto no gabinete que passará a ocupar a partir do dia 2 de janeiro, no Palácio Rio Branco
29/12/2012 às 09:18

O prefeito eleito Artur Neto (PSDB) contará com três gabinetes em Manaus durante os quatro anos de governo. Os gabinetes servirão de palco para despacho administrativos e encontro com secretariado. Os locais, escolhidos por ele, são o Palácio Rio Branco (Centro), Parque do Mindu (Parque 10) e a sede da Prefeitura de Manaus (Compensa).

A medida foi anunciada ontem pelo prefeito eleito: “Vamos preparar um gabinete no Palácio (Rio Branco), no Mindu e o da prefeitura. Vou chamar o pessoal da engenharia para ver como se reforma a sede da prefeitura que está um pouco acabada. Vamos preparar um  (gabinete) no Mindu também, mas não sabemos quando estará pronto”, disse Artur Neto.



O Palácio Rio Branco é o primeiro dos três gabinetes finalizados. O primeiro andar do prédio em que antes funcionava a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) será usado por Artur Neto já a partir do dia 2 de janeiro. O palácio é vizinho do Paço Municipal onde há 20 anos  Artur Neto administrava a cidade no seu primeiro mandato como prefeito.


Os funcionários da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) foram escalados para finalizar os detalhes. Além do prefeito terão espaços garantidos no palácio o chefe do Gabinete Civil, Lourenço Braga, o titular Secretaria Extraordinária de Requalificação do Centro de Manaus, Rafael Assayag, além de um grupo de apoio administrativo do prefeito.

(*) A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.