Publicidade
Manaus
DESABRIGADOS

Prefeito de Manaus estuda ceder casas a vítimas de incêndio no Educandos

O residencial está em construção no bairro Santa Etelvina, Zona Norte. As vítimas também receberão aluguel social durante o período de seis meses 18/12/2018 às 12:55 - Atualizado em 19/12/2018 às 11:06
Show 18 12 portal medidas inc ndio 3 720x407 16364593 3a3d 497b bc90 db047941b443
Foto: Divulgação
acritica.com

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, estuda ceder parte das casas do conjunto Residencial Manauara II – Etapa A para famílias que ficaram desabrigadas durante o incêndio ocorrido ontem (17) no bairro Educandos, Zona Sul da capital. Ao todo, 500 famílias foram atingidas, cerca de 2,5 mil pessoas. As vítimas também receberão aluguel social durante o período de seis meses.

A possibilidade de ceder os imóveis aos atingidos pelo incêndio foi confirmada, segundo o prefeito, após garantia de ajuda do governo federal. “A solidariedade é essencial e ela está vindo. Temos medidas paliativas como o aluguel social de seis meses, prorrogado por mais seis meses. E estudamos medidas definitivas como, por exemplo, ceder parte do Manauara 2 Etapa A para as pessoas que perderam as suas casas”, comentou o prefeito.

Antes disso, Arthur publicou em uma rede social que falou com o presidente Michel Temer, de quem ouviu garantias de apoio. “Falei cedo com o presidente Michel Temer e estamos trabalhando recursos federais para o enfrentamento da tragédia gerada pelo incêndio do Educandos. Aguardo a solidariedade do presidente eleito Jair Bolsonaro, porque as consequências sociais ultrapassarão a transição de um mandatário para outro”, publicou.

O conjunto Residencial Manauara II – Etapa A está em construção no bairro Santa Etelvina, Zona Norte da cidade. Em julho deste ano, 28 unidades habitacionais já estavam concretadas, segundo a prefeitura. Ao todo, na primeira fase, serão 500 unidades habitacionais direcionadas a famílias de baixa renda pelo programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal. Outras 500 unidades estão previstas na etapa B do residencial.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade