Domingo, 22 de Setembro de 2019
Retrabalho

Prefeitura ameaça levar Cigás à Justiça por buracos abertos na av. Djalma Batista

A discussão seria por causa das obras de implantação da rede de distribuição de gás natural que estão sendo realizadas em diversas avenidas da cidade, como na Djalma Batista, na Zona Centro-Sul



buraco_djalma.JPG Em 2013, Município investiu R$ 200 milhões na restruturação da avenida Djalma Batista e outras 14, que faziam parte do quadrilátero da Copa (foto: Winnetou Almeida)
10/07/2016 às 20:47

A Prefeitura de Manaus vai acionar a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) na Justiça por causa das obras de implantação da rede de distribuição de gás natural que estão sendo realizadas em diversas avenidas da cidade, como na Djalma Batista, na Zona Centro-Sul. Ontem, a Cigás estava implantando tubulações de gás natural em alguns trechos da avenida. 

O problema, segundo o município, é que a estatal está abrindo buracos ao longo do calçamento e asfalto da avenida, que em 2013 foi uma das 15 a sofrerem importantes intervenções para o Copa do Mundo  de 2014. Na época, a prefeitura  investiu R$ 200 milhões em obras de infraestrutura no quadrilátero da Copa. 

O Subsecretário da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Antônio Nelson, disse que, hoje, a pasta e a Procuradoria Geral do Município (PGM) vão se reunir para definir as providências que serão tomadas ao longo desta semana. “A Djalma Batista recebeu um recapeamento de até 12 centímetros. Abrir buracos ao longo dessa via pode representar prejuízos para o erário público, caso o asfalto reposto não seja da mesma qualidade”, justificou o subsecretário de obras. Nelson também afirmou que técnicos da Seminf vão fiscalizar as obras da Cigás para garantir que a qualidade seja mantida.
 
Caso sejam detectadas falhas e irregularidades no asfalto reposto, a Prefeitura vai acionar a Cigás judicialmente. “Eles estão fazendo esse trabalho em outras ruas e avenidas da cidade. Mas não houve uma consulta à prefeitura para saber se esses locais receberam recapeamento. O correto seria eles nos informar onde as obras vão ser feitas, para posteriormente providenciarmos a manutenção da via. E isso não vem acontecendo”, disse o subsecretário, referindo-se às demais ruas da capital que estão recebendo a implantação dos dutos de gás natural.  

Sem transtornos

No mês passado, o diretor-técnico da concessionária, Clóvis Correia, explicou que as obras não necessitavam de recomposição ou aterro, pois a técnica utilizada, chamada ‘furo direcional’, não abre crateras para a implantação dos dutos.

“É uma técnica que tem dado certo e evitado transtornos. Uma pequena vala é aberta, e o resto todo é feito pela máquina por dentro da terra. Depois a gente coloca asfalto frio no local, até a conclusão do duto. É uma obra limpa, que deixa as faixas livres e desempedidas”, disse à época.

ATUALIZAÇÃO

Em nota, a Cigás ressaltou benefícios de método não-destrutivo nas obras e Órgão Municipal irá consultar restrições do COI ao perímetro. Confira a nota na íntegra:

Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) e Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) reuniram na tarde dessa segunda-feira (12), na sede da secretaria, para tratar sobre as obras de expansão da rede de distribuição de gás natural na Avenida Djalma Batista, iniciadas na última semana. No encontro, a Cigás esclareceu que as intervenções na via ocorrem apenas na calçada. Seminf alertou para restrições no perímetro da Arena da Amazônia.

O serviço de implantação de tubulações da Companhia faz parte do Projeto Vieiralves, que visa atender com gás natural aproximadamente 100 estabelecimentos comerciais e residenciais na região. Iniciadas em maio, as obras têm previsão de conclusão em setembro deste ano e consiste na introdução subterrânea de um tronco principal de dutos na Rua Salvador, trecho da Avenida Maceió, Avenida Pará, Djalma Batista e, por fim, trecho da Darcy Vargas.

Os dutos já foram introduzidos nas três primeiras vias do projeto, que ainda aguardam o serviço de união entre as tubulações. Na Djalma Batista, o furo direcional foi iniciado no domingo (10). O gerente de engenharia da Cigás, João Salomão, informou que o uso da máquina perfuratriz faz parte do método não-destrutivo adotado pela Companhia e foi realizado somente no passeio da via. “No asfalto, fizemos apenas algumas sondagens, mas temos o compromisso de acompanhar a condição de nossos recapeamentos”, explicou.

Salomão ressaltou que alguns trechos da Pará ainda não foram finalizados e, portanto, foram recapeados com asfalto frio. “As união das tubulações no subsolo ocorre após a introdução, com o furo. Para não impactar a via, fazemos um reaterro temporário, mas qualificado, e utilizamos um asfalto provisório. Depois que cavamos novamente para a o fechamento das tubulações, finalizamos o serviço com uso do Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), que é o ideal”, justificou.

Subsecretário municipal de Obras, Antonio Nelson lembrou do recapeamento realizado na Avenida Djalma Batista em 2013 e alertou para possíveis restrições no perímetro da Arena durante os Jogos Olímpicos em Manaus, no início de agosto. “Buscamos um alinhamento com a Cigás e vamos acompanhar o cronograma de obras. Justamente por estarmos recebendo as Olimpíadas, vamos precisar botar o Comitê Olímpico Internacional (COI) a par dessa situação. Se ele validar, para nós não tem problema algum (a continuidade das obras)”, disse.

Nelson também destacou a importância do método não-destrutivo utilizado pela Cigás. “O engenheiro João nos mostrou algumas técnicas que a Cigás já está usando que são muito satisfatórias. É até interessante de se adotar em outras concessionárias. Isso nos tranquiliza, mas da mesma forma a gente precisa preservar todas essas etapas”, ressaltou.

O Projeto Vieiralves já possui 40% das obras realizadas. Elas ocorrem sempre de domingo a quinta-feira, das 22h às 5h30. Por conta do baixo fluxo de veículos nas vias, as intervenções de domingo acontecem pelo dia. Para informações ou reclamações sobre esta etapa de obras, a Cigás atende pelo 0800-723-3202.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.