Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019
DESAPROPRIAÇÃO

Prefeitura começa a demolir imóveis para obras na avenida Constantino Nery

Para a implantação de duas passagens subterrâneas no trecho entre as ruas Pará e João Valério, 39 imóveis serão desapropriados



demolicao_642099FE-19A5-4EBE-B9A2-DB042670DDE4.JPG Foto: Divulgação
22/04/2019 às 20:01

Sete imóveis começaram a ser demolidos nesta segunda-feira (22), na avenida Constantino Nery, para dar lugar às obras do novo sistema viário que será implantado pela Prefeitura de Manaus na área, interligando os bairros Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul, e São Geraldo, Zona Oeste. Duas passagens subterrâneas serão construídas no trecho entre as ruas Pará e João Valério. Com a obra, a Prefeitura promete desafogar o trânsito em 11 mil carros que circulam no local em horários de pico.

Aproximadamente, 50 operários do Consórcio Manaus, formado pelas empresas JNasser Engenharia Ltda. e a construtora Soma Ltda., atuam nessa fase dos serviços manuseando maquinários pesados. Na área desapropriada, serão iniciados os trabalhos para criação de uma das alças do complexo viário Ministro Roberto Campos, nome indicado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto em homenagem ao economista que idealizou a Zona Franca de Manaus.



Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), 39 imóveis serão desapropriados parcial ou totalmente. Em paralelo, outras frentes de obras continuam com as demarcações dos pontos de interferência das redes de gás, água e energia elétrica no trecho da entrada do bairro São Jorge, na Zona Oeste.

“Iniciamos hoje a demolição mecânica que dá mais celeridade na desconstrução das estruturas desapropriadas, conforme o que foi planejado no cronograma. Na semana passada fizemos a sondagem para a caracterização do solo e demais definições das passagens subterrâneas”, explicou Tabajara Ferreira Júnior, diretor de Obras da Seminf, responsável pela fiscalização dos serviços na Constantino Nery.

O sistema viário da Constantino Nery ocupará uma área de 35 mil metros quadrados e está orçado em R$ 64.382.984,90 – com recursos de uma operação de crédito com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, por meio do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FMDU).

A obra teve início no último dia 8 e para minimizar os impactos da interdição no trecho em obras, a prefeitura liberou a Faixa Exclusiva da avenida Mário Ypiranga Monteiro para todos os veículos. Vale destacar que as faixas da Constantino Nery e Torquato Tapajós também seguem liberadas por conta da recuperação da passarela localizada em frente ao Clube Municipal. Sinalizações e agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) orientam os motoristas quanto aos desvios no entorno.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.