Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
‘APAGAR AS LUZES’

Ex-secretários de Careiro Castanho são presos suspeitos de desvio de dinheiro público

Conforme o delegado do 34º DIP, Daniel Antony, as investigações para o desdobramento da operação começaram durante o período de eleições do ano passado



careiro.JPG
Três ex-secretários do município e um ex-sub estão entre os presos (Foto: Evandro Seixas)
19/01/2017 às 16:33

A Polícia Civil do Careiro Castanho deflagrou, nesta quinta-feira, a operação 'Apagar as Luzes'. A ação é contra a cúpula da administração municipal da gestão 2013/2016 e empresários da cidade. Foram cumpridos, cinco mandados de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão. Entre os presos, está o nome do ex-secretário de saúde, Marcley Barbosa Fontes. 

Também foram presos o ex-secretário de finanças, Aldo Alves de Alencar; o sub-secretário de finanças Aluisio da Silva Alves; o ex-secretário de administração, Jacson Chagas; e os empresários Sérgio César Moreno, José Roberto Viana e Antonio José de Oliveira.

Conforme o delegado do 34º do Careiro Castanho, Daniel Antony, as investigações para o desdobramento da operação começaram durante o período de eleições. Era notório perceber que havia uma “relação suspeita” entre os fornecedores e membros da Prefeitura da cidade. ​

CONFIRA A DECISÃO JUDICIAL QUE DETERMINOU A PRISÃO

“Começamos a investigar as atividades da Prefeitura durante o período eleitoral. Percebemos que existia uma relação de ingerência entre os secretários e os vencedores das licitações, por exemplo. Depois disso começamos a aprofundar e fizemos a construção de alguns ilícitos. Ainda estamos contabilizamos, mas cogitamos que ocorreu um milionário nos cofres públicos”, explicou o delegado.

Os envolvidos são suspeitos de participarem de crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa, peculato, corrupção ativa, corrupção ativa e extravio de documentos.  “Havia uma troca de favorecimento financeiro entre os membros da Prefeitura e empresários. Para ganhar as licitações, os funcionários eram pagos”, comentou.

Malas de documentos foram apreendidas

Segundo o delegado, os presos foram encaminhados para unidades policiais. Serão ouvidos e voltarão para a carceragem, aguardando novas decisões judiciais.  “Agora vamos analisar o material apreendido, para fortalecer as provas que já temos”, ressaltou Antony.

Ao total, doze policiais da Polícia Civil de Careiro Castanho participaram da ação, com apoio da Corregedoria da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.