Publicidade
Manaus
Projeto Feiras

Prefeitura de Manaus lança projeto para reorganização de feiras

Projeto de orientação e conscientização dos permissionários vai até domingo e deve resultar em políticas públicas para o setor 26/03/2013 às 07:07
Show 1
Lançamento ocorreu nessa segunda-feira(25), na Manaus Moderna, que completa 19 anos em 2013
Jornal A Crítica ---

A Secretaria Municipal de Empreendedorismo e Abastecimento (Sempab) lançou na manhã de ontem, na Manaus Moderna, Centro, projeto ‘Feira Limpa, Saúde Legal’, que prevê a reorganização das feiras, implementação de ações voltadas para a higiene e a definição de uma política pública para o segmento. A campanha também tem o apoio direto de mais oito secretarias e dois institutos municipais, além da Divisão de Vigilância Sanitária (DVisa). Enquanto equipes tratavam da limpeza do local, outras atendiam aos feirantes com expedição de documentos, corte de cabelo, vacinação, orientações básicas de saúde, atendimento psicológico entre outros.

As ações no local e também na Feira da Panair vão continuar até domingo, 31, e a partir de segunda a campanha será concentrada na feira da Banana, no Centro, e na do bairro Santo Antônio, Zona Oeste.

De acordo com o secretário da Sempab, Jéferson Praia, além de ser a maior da cidade, a Feira da Manaus Moderna foi escolhida como ponto de partida do projeto por estar completando, ontem, 19 anos de criação. “É uma homenagem a esta feira mas também a preparação das principais no intuito de oferecer maior comodidade e higiene à população neste período de Semana Santa”, argumentou o secretário.

Durante a semana haverá serviços de mutirão de limpeza, recapeamento das ruas, fiscalização do som ambiente, qualidade dos produtos comercializados, fiscalização de calçadas, segurança aos permissionários, distribuição de folders com metas a serem alcançadas, bem como noções básicas de saúde e sobre espécies de peixes que estão no período de defeso.

Apoiadores

O projeto “Feira Limpa, Saúde Legal” é uma ação integrada da Prefeitura de Manaus e, além da Sempab envolve a Divisão de Vigilância Sanitária (Dvisa), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Guarda Municipal, Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Secretaria Municipal de infraestrutura (Seminf), Secretaria Municipal de Direitos Humanos (Semasdh), Secretaria Municipal Extraordinária do Centro (Semex), Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) e Gabinete Militar, além do Serviço de Apoio as Micro e Pequenas empresas do Amazonas (Sebrae), Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).

Estruturas danificadas

De acordo com o presidente da Associação Comunitária dos Feirantes de Manaus (ACFM), Deusdete Alves da Silva, a maioria das 44 feiras precisa de reformas na estrutura, sendo que a situação mais critica envolve as do Japiim, Zona Sul, e do Alvorada, Zona Centro-Oeste. “Tem alguns prédios que ainda foram construídos pelos próprios feirantes. Além de reformas, as feiras precisam de mais segurança para proteger os compradores porque esses locais atraem muitos assaltantes”, alerta Deusdete.

As feiras do Japiim e do Alvorada estão com a estrutura metálica da cobertura comprometida. Por sinal, parte das coberturas já desabou. Indagado sobre o caso, o secretário Jéferson Praia não soube precisar quando serão reformadas. “O projeto já está em estudo na Secretaria de Infraestrutura, que é a responsável direta pela reforma. O serviço público precisa cumprir etapas e, nesse caso, ainda estamos na fase burocrática”, disse Praia.

Publicidade
Publicidade