Publicidade
Manaus
Manaus

Prefeitura de Manaus libera 27 casas de show interditadas

Prefeitura faz acordo com donos de estabelecimentos que foram interditados por falta de documentos ou outras burocracias 02/02/2013 às 08:34
Show 1
O prefeito Artur Virgilio recebe a comissão dos proprietários de casas noturnas, bares e similares
jornal a crítica ---

Todas as casas interditadas durante a operação de fiscalização, por problemas burocráticos junto aos órgãos municipais foram liberadas para funcionar ontem pelo prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto. As demais, interditas por risco à vida, permanecem fechadas. Das 66 casas interditadas, 27 estão autorizadas a funcionar desde ontem. Outras 39 permanecerão fechadas. As casas que permanecerão fechadas foram interditadas pelo Corpo de Bombeiros e pela Divisão de Vigilância Sanitária.

A decisão foi tomada ontem, por volta das 19h30, após uma longa reunião do prefeito com uma comissão de representantes de casas noturnas, bares e restaurantes, que também envolveu secretários da área. Os empresários concordaram em assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) comprometendo-se a regularizar suas pendências até o dia 8 de fevereiro. Se isso não ocorrer, elas estão sujeitas a perder o alvará de funcionamento definitivamente.

O prefeito também reforçou que a fiscalização vai continuar tanto nas casas noturnas quanto em bares, restaurantes e outros estabelecimentos que envolvam concentração de público. E aconselhou as casas que estão trabalhando em clandestinidade a procurar os órgãos públicos e se ajustarem às exigências formais.

FORÇA TAREFA

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) montou uma força-tarefa formada por servidores que trabalharão na elaboração da minuta do TAC quanto na análise dos processos. “A secretaria está apta a atender a todos que tiverem pendência de licenciamento ambiental, dentro do prazo estabelecido”, destacou a secretária Katia Schweickardt.

O resultado do encontro foi avaliado como positivo por representes dos estabelecimentos. “Saio muito feliz desse encontro, Muitas pessoas dependem dos estabelecimentos e a decisão foi a mais sensata. Agora vamos trabalhar para estabelecer a ordem no setor”, afirmou o empresário Gersino Vendrami, da casa Rancho Sertanejo.

Estão autorizadas a funcionar as seguintes casas: Chariot, Planeta Talismã, Bar da Loura, Rancho Sertanejo, Luar do Sertão, Chapéu Goiano Chopp Bar, Terra Brasil, Boleros Bier, A2 Boate Bar, Cabaré Nigth Clube, Forró dos Três, Bar São Francisco, Bolero Drinks, Cafuné Show Clube, Taberna, Kabanas Hall, Alambique, Zero Grau. Hells Angels, Naldo Restaurante e Lava-jato, Gargalo Sport Beer, Tropical Arena Vip, Tome Chopp, Casa Bar, Lappa, JapaFood e Eleven. 


Publicidade
Publicidade