Publicidade
Manaus
MEDIDA

Prefeitura diz que vai enviar proposta de Plano de Carreira de servidores à CMM

O andamento do trâmite do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos foi conquistado após manifestação nesta quarta (22) de servidores em frente à sede da Prefeitura 22/08/2018 às 19:17
Show reajuste 6280991c c7d9 4b38 8742 dd4d4086770b
Foto: Winnetou Almeida
acritica.com Manaus (AM)

Até a data limite de 21 de setembro, a Prefeitura de Manaus e as entidades que representam os servidores da Área não Específica irão formatar uma proposta do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV) para ser encaminhada à Câmara Municipal para análise e submissão à votação em plenário. Aprovado, a vigência do PCCV começa em janeiro de 2019.

O andamento do trâmite do PCCV foi conquistado no início da tarde desta quarta-feira (22), após manifestação dos servidores da área não específica que aconteceu durante toda a manhã, em frente à sede da Prefeitura, na av. Brasil, Compensa, onde também fica a Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), alvo da ação dos manifestantes por ter parado a tramitação do documento.

“Nossa ação foi positiva por termos conseguido o compromisso da Prefeitura da formatação da proposta, com a chancela da Semef, para ser apresentado ao prefeito e este, encaminhar à Câmara”, resumiu o presidente da Associação dos Servidores Efetivos do Município de Manaus (Asemm), Lúcio Rocha, que junto com mais cinco entidades, mobilizou os servidores para a ação.

Segundo Rocha, na próxima sexta-feira (24), uma comissão reunindo os representantes dessas entidades terá a primeira reunião de trabalho com a subsecretária de Orçamento e Projetos da Semef, Karliley Capucho, para iniciar a formatação da proposta. Depois, novas reuniões serão marcadas a fim de manter o processo em andamento e ter o produto final pronto até o dia 21 de setembro. Todo o trâmite estará sendo acompanhado pelo secretário extraordinário da Prefeitura, Luiz Alberto Carijó, que junto com Lourival Praia, titular da Semef, e Capucho, receberam os servidores nesta quarta-feira.

Pressão

Para conseguir se reunir com a equipe da Semef, os servidores tiveram que intercalar interrupção e liberação de trecho da av. Brasil, sentido centro-bairro, por volta de meio-dia. Isso porque com a manifestação, que iniciou às 8h, não obtinha retorno da solicitação de reunião com o prefeito ou com o titular da Semef. A estratégia deu certo e os representantes da Prefeitura receberam os servidores e fecharam o cronograma de andamento do PCCV.

Além da Asemm, o movimento é composto por mais cinco entidades representativas dos servidores: os Sindicatos dos Guardas Municipais do Estado do Amazonas (Sindguarda-AM); do Meio Ambiente (Sindiambiente); dos Trabalhadores Psicólogos do Amazonas (Sintrapsi); das Assistentes Sociais do Estado do Amazonas (Saseam), além da Associação dos Guardas Municipais de Manaus (Agmman).

Publicidade
Publicidade