Publicidade
Manaus
CDPM II

Presídio de Manaus passa a ser monitorado por drone com visão térmica

Aparelho tem o objetivo de evitar possíveis rebeliões, fugas de presos e verificação do trânsito de visitas no CDPM II. Unidade prisional é a primeira do País a utilizar a tecnologia 20/12/2018 às 11:53 - Atualizado em 20/12/2018 às 11:54
Show drone 0a3a08aa aa96 4c5c b2de 8952f89398f8
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

O Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II), localizado no quilômetro 8 da BR-174, passou a utilizar um drone com visão térmica para monitoramento da unidade prisional. A aquisição do aparelho tem o objetivo de evitar possíveis rebeliões, fugas de presos e verificação do trânsito de visitas. O presídio é primeiro do País a usar a tecnologia.

Da marca Yuneec, modelo H520, o equipamento é um investimento feito pela Embrasil Serviços, empresa responsável pela cogestão da unidade, em apoio à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP).

Além do drone, o equipamento possui controle remoto ST16, com sistema operacional Android com processador Intel; monitor de 7 polegadas; duas câmeras (E50 e E90), sendo uma delas térmica, que localiza seres vivos em movimento – animais ou homens – pelo calor do corpo; conjunto de montagem e cubos lume, que podem ser anexados ao drone sempre que precisar de iluminação extra em torno de uma área de inspeção.

Fugas e rebeliões

O secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel da Polícia Militar, Cleitman Coelho, destacou que o equipamento irá ajudar no apoio as operações realizadas na unidade prisional e a solucionar eventuais sinistros como fugas e rebeliões, além das operações estratégicas da Departamento de Inteligência do Penitenciário (Dipen). “Esse equipamento com tecnologia de alta resolução irá fornecer imagens de visão térmica em tempo real que irão subsidiar os agentes durante os procedimentos operacionais”, comentou Cleitman Coelho.

Drone possui tecnologia de visão térmica e já está em operação no presídio (Foto: Divulgação)

De acordo com o supervisor técnico do equipamento, Renan Otávio Batista, o drone com visão térmica começou a operar nesta semana na unidade prisional, realizando 30 rondas diárias de monitoramento, em horários alternativos. “Trata-se de um investimento de fundamental importância para a segurança na unidade. Com ele, será possível encontrar possíveis fugitivos e até movimentações externas do lado de fora do presídio que possam denotar a escavação de algum túnel ou algo parecido”, explicou.

Treinamento

O drone H520 Mega Bundle Yuneec tem capacidade de atingir até 500 metros de altura e percorrer 1,6 km de distância. O equipamento registra até 25 minutos de imagens ininterruptamente. O equipamento “vê” 20 vezes mais à noite que o olho humano é capaz. Os 15 agentes penitenciários da Central de Monitoramento do CDPM II já receberam treinamento e estão capacitados para operar com o equipamento.

O drone H520 é um projeto de seis rotores, tem trem de pouso retrátil e pintura laranja de alta visibilidade. A câmera 4K contém o maior sensor de imagem disponível em drones dessa classe de tamanho.

Publicidade
Publicidade