Publicidade
Manaus
Manaus

Preso participa de audiência para se divorciar sem sair de presídio no Amazonas

Depois do contato com a direção da UPP, ficou definida a data e o horário da audiência. Em uma sala reservada, o casal, o juiz e os mediadores realizaram os procedimentos do divórcio 04/02/2013 às 11:51
Show 1
O detento participou de uma audiência dentro do presídio onde ficou definido os procedimentos do divórcio
acrítica.com Manaus, AM

Um detento da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) conseguiu se divorciar da ex-mulher sem sair da prisão. O procedimento foi realizado durante uma audiência na própria unidade prisional com conciliadores e mediadores, e do juiz de Direito Luiz Cláudio Chaves, coordenador do Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejuscon), do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos.

A mulher do interno procurou o Centro, que funciona no Fórum Henock Reis. O casal estava separado há seis anos. Depois de um contato com a direção da UPP, ficou definida a data e o horário da audiência e em uma sala reservada pela direção do presídio, as partes interessadas tiveram tempo para uma conversa, ouviram as ponderações do juiz e dos mediadores.

O interno concordou com os termos e, em poucos minutos a documentação estava assinada. O próximo passo é aguardar o parecer favorável de um promotor público – no processo, que é digital – e ambos estarão divorciados.

Os dois têm um casal de filhos, uma menina de 13 anos e um menino de 15 anos. Na audiência, ficou decidido que os filhos poderão receber visitas, assim que o interno for libertado. O casal também não tinha bens a partilhar.

Para o juiz, o trabalho do Cejuscon é facilitar o acesso à Justiça e à conciliação. “Uma das partes, no caso, a mulher, não queria esperar o interno ser libertado para mudar sua condição civil. Ela nos procurou e fomos até o interno. Ele, em nenhum momento se opôs e agora só falta o parecer do Ministério Público para concretizar o divórcio”, explicou.

Publicidade
Publicidade